Buscando profissionalizar cada vez mais suas atividades, a diretoria do Juventus se reuniu nesta semana com Rodrigo Marambaia, responsável pelo Certificado de Clube Formador (CCF) em Santa Catarina, para verificar os trâmites necessários para a conquista do selo.

As exigências são feitas pela CBF (Confederação Brasileira de Futebol) e a administração técnica do Tricolor já está se movimentando para atendê-las.

Nela, consta investimentos como a contratação de médico, fisioterapeuta, psicólogo e nutricionista que já estão previstos, além de reparos no João Marcatto nas cabines de imprensa, alojamento, vestiários, iluminação, pintura do estádio, venda de camarotes e rede hidrante.

Estádio João Marcatto já está passando por reformas, principalmente no campo | Foto Divulgação

De acordo com o diretor de futebol do Moleque Travesso, Cleber Hernacki, ter o selo de Clube Formador abrirá algumas portas para o Juventus.

“É um momento importante para história do clube. Conquistar o selo formador é um passo para evolução que será parte sustentável do Juventus, trabalhando forte na formação de atletas que em um futuro próximo serão a fonte de renda do clube.”, destaca.

Em Santa Catarina, apenas o Tubarão, Criciúma, Guarani, Avaí, Figueirense e Chapecoense possuem o selo.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger