Na manhã desta segunda-feira (18), familiares do lateral-direito Samuel Thomas Rosa, um dos jovens das categorias de base do Flamengo que morreu no incêndio no Ninho do Urubu fizeram uma manifestação na entrada do Centro de Treinamento.

Milton, Moisés e Caíque - tio, irmão e primo da vítima – estenderam uma faixa lembrando dos meninos que faleceram em fevereiro deste ano.

"Boa sorte na Libertadores dia 23/11. Não se esqueçam dos nossos meninos do Ninho do Urubu. Samuel Thomas, Cristian Esmério, Jorge e companhia. Eles vestiram essa camisa. Saudades eternas", dizia a faixa.

Lateral-direito Samuel | Foto Arquivo Pessoal

Segundo o tio Milton Rodrigues de Souza, a iniciativa não tem relação com as negociações do clube com as famílias das vítimas.

"Estamos aqui em prol da lembrança do nosso Samuel. Trouxemos uma faixa com as fotos dos meninos. Eu sou defensor dos direitos da criança, e Samuel e Christian (Esmério, goleiro que também faleceu na tragédia) faziam parte de um projeto social meu, o 'Bom de Bola'", disse.

Além de Samuel, de 15 anos, morreram no incêndio: Arthur, Athila, Bernardo, Christian, Gedson, Jorge, Pablo, Rykelmo, Samuel e Vitor, todos entre 14 e 16 anos.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger