Foto: Dielin da Silva / OCP News
Foto: Dielin da Silva / OCP News

Logo que a pandemia de Covid-19 começou, a organização do Festival de Música de Santa Catarina (Femusc) se manteve confiante de que seria possível realizar o evento de 2021 presencialmente, mas passados sete meses desde a confirmação dos primeiros casos no país, uma mudança no formato do festival foi anunciada.

De acordo com o diretor artístico do Femusc, Alex Klein, a próxima edição do maior festival-escola de música da América Latina será realizada em formato totalmente online.

 

 

"À medida que foi passando o ano, nós adaptamos os planos para o Femusc várias vezes, tentando de todas as formas manter a continuidade do evento e, ao mesmo tempo, seguindo as mais sensatas regras de controle sanitário", explica.

Klein comenta que a organização não tem intenção de mudar a tradição de que "em janeiro tem Femusc", por isso, o grupo buscou soluções para que as datas do evento fossem mantidas e que um eventual cancelamento fosse evitado.

Como será o Femusc 2021

Aulas via internet

O diretor artístico explica que as aulas acontecerão em salas virtuais e, como o festival atrai participantes de dezenas de países, serão realizadas em fusos horários diferentes.

"Não vemos a diferença de horários como algo que gere preocupação. Nossos alunos são resilientes e plenamente informados sobre a necessidade de calcular precisamente quando suas aulas terão início e nós faremos nossa parte para informar a todos sobre esta questão", afirma Alex.

Ele acrescenta ainda, que cada classe terá quatro participantes ativos e um número aberto de ouvintes. "Todos estarão com o som desligado com exceção da instrução e participação ativa", menciona.

Ensaio durante o Femusc 2020 | Foto Dielin da Silva / Arquivo OCP News

"Os professores terão listas de participantes ativos, teremos uma equipe administrativa acompanhando as classes para eventualidades e continuaremos com o espírito de 'camaradagem' e apoio mútuo entre alunos, que é uma assinatura do Femusc", completa o diretor.

Além disso, os participantes serão aconselhados a buscar serviços de internet com a rapidez necessária, além de um ambiente adequado, com boa acústica e equipamento de boa qualidade.

Apresentações para o público

A programação para o público vai contar com gravações de apresentações memoráveis dos eventos anteriores, incluindo obras sinfônicas, ópera, balé, música de câmara e um 'quem-é-quem' de estrelas que tanto iluminaram as programações das edições anteriores.

"Estamos planejando uma obra para o encerramento que irá ser um quebra-cabeça de centenas ou até milhares de músicos", comenta Alex. Ele acrescenta que não será de fato uma live, mas uma apresentação planejada especialmente para a ocasião.

A adaptação como parte da evolução do Femusc

"Olhando para trás, eu tenho muito orgulho de como o Femusc se adaptou, cresceu e se transformou em um cartão postal para a cidade de Jaraguá do Sul", pontua Klein.

Segundo ele, o evento trouxe para a cidade uma posição de ícone internacional da cultura e é aqui que muitos alunos de outros países têm sua primeira experiencia no Brasil.

 

 

"Há muita novidade no que o Femusc trouxe a Jaraguá do Sul e fizemos nossa parte em dividir este ouro com a comunidade", completa.

O diretor artístico acredita que a edição de 2021 não será uma exceção em termos de adaptação e que assim como fez ao longo destes 15 anos, o evento vai continuar se adaptando à realidade do momento.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul