Após balançar as redes logo no início do jogo, Falcão levantou a camisa em alusão ao gol 400 pelo Brasil | Foto: Lucas Pavin/Agência Avante!
Após balançar as redes logo no início do jogo, Falcão levantou a camisa em alusão ao gol 400 pelo Brasil | Foto: Lucas Pavin/Agência Avante!

28 de outubro de 2018. Esse dia ficará guardado para sempre na memória dos amantes do futsal e da cidade de Jaraguá do Sul.

Foi neste domingo, em uma Arena Jaraguá completamente lotada, que o maior jogador de todos os tempos da modalidade, Falcão, se despediu da seleção brasileira após uma história brilhante de 20 anos.

Com a festa montada, o jogador não decepcionou as mais de 8 mil pessoas que foram ao templo jaraguaense e mostrou em quadra o desempenho que o consagrou durante toda trajetória com a camisa amarelinha.

Mesmo sem o mesmo físico de outrora, o eterno camisa 12 voltou a esbanjar categoria e no seu jogo de número 258 pela equipe acabou sendo decisivo na vitória do Brasil sobre o Paraguai por 4 a 2 ao marcar dois golaços: um de letra e outro de cobertura.

Lance do jogo | Foto: Lucas Pavin/Agência Avante!

De quebra, o ala alcançou e superou a meta traçada no seu adeus, chegando a 401 gols pelo país. Tudo em um palco que jamais será esquecido por ele.

“Gol 400, último jogo (pela seleção brasileira) teria que ser aqui (Jaraguá do Sul). Estou muito feliz. Boa parte da minha realização profissional passa por Jaraguá, então só tenho que agradecer a todos. Eu amo muito e sempre vou guardar com muito carinho esse lugar”, disse.

Falcão deixa o time nacional com 401 tentos e 29 títulos conquistados, com destaque para o bicampeonato mundial (2008 e 2012), além dos 11 troféus de campeão do Grand Prix e 5 da Copa América.

Muito emocionado, Falcão saudou a torcida no fim do jogo | Foto: Lucas Pavin/Agência Avante!

Ele também é o maior artilheiro de Copas do Mundo, incluindo números do futebol de campo, com 48 gols marcados ao longo da carreira.

“O futsal me tirou muito de casa, da família, dos amigos. Mas tudo valeu, cada ausência, cada viagem. Eu sei da minha importância para o futsal, mas quero que todos saibam a importância que o futsal tem na minha vida. Foram 20 anos de muita felicidade e de muito sofrimento. Espero deixar algo para o futsal”, finalizou.

O jogo

A despedida da seleção começou a se desenhar de forma perfeita, logo no início do jogo, quando Falcão terminou com a angústia pelo gol 400 logo. Aos 3 minutos, Rodrigo roubou a bola e tocou para o camisa 12, que, de letra, marcou um golaço para abrir o placar.

Depois do goleiro paraguaio intervir outras boas chances brasileiras, a festa ficou ainda mais completa para os jaraguaenses, aos 16. Único jogador do Jaraguá Futsal convocado, Walex deixou sua marca na estreia pelo Brasil.

“É o momento mais feliz da minha vida. Só tenho que agradecer a Deus, o Jaraguá Futsal, toda sua torcida, minha família e meus companheiros que me ajudaram a chegar até aqui. Estreia na seleção, com gol e em Jaraguá não poderia ser mais especial, ainda se tratando da despedida do maior jogador de futsal de todos os tempos (Falcão)”, destacou Walex.

Walex comemorando seu gol marcado no primeiro tempo | Foto: Lucas Pavin/Agência Avante!

Já no segundo tempo, o Paraguai ameaçou estragar a festa da seleção brasileira ao empatar a partida com gols de Julio, aos 7, e Piejala, aos 10. Mas quando o jogo se mostrava complicado, Falcão resolveu brilhar novamente.

Após receber passe de Leandro Lino, ele dominou na linha de fundo e encobriu o goleiro para fazer o 3 a 2. Ainda deu tempo do pivô Jé – reforço do Jaraguá para 2019 -, decretar a vitória no último segundo, com gol de cabeça.

Homenagens e emoção

“Domingo será um dia muito triste e psicologicamente difícil para mim”. Falcão já previa muita emoção na Arena, quando nos concedeu uma entrevista na última sexta-feira (26). E não foi diferente.

Ainda no vestiário, antes da bola rolar, o jogador não conseguiu conter o choro diante dos companheiros de equipe. Novas lágrimas caíram durante a execução do seu último hino nacional em quadra.

Já com a bola rolando, o clima triste de despedida deu lugar a alegria por sua genialidade inabalável, que levava o público ao delírio com cada jogada ou toque na bola. Mas com o fim da partida, a emoção voltou a tomar conta do ala canhoto.

Após se ajoelhar, beijar o centro da quadra da Arena, ser carregado pelos companheiros e fazer uma volta olímpica, cumprimentando os torcedores que estavam à beira da quadra, Falcão recebeu inúmeras homenagens.

Falcão também foi homenageado pela seleção paraguaia | Foto: Lucas Pavin/Agência Avante!

Primeiro, os dirigentes da seleção paraguaia o entregaram uma camisa do país vizinho, com seu nome e número nas costas.

Depois, foi a vez da Confederação Brasileira de Futebol de Salão prestar sua homenagem, entregando uma placa pelos 20 anos prestados ao futsal do Brasil e uma camisa especial referente aos 400 gols pela equipe.

Jogador recebeu uma placar da CBFS | Foto: Lucas Pavin/Agência Avante!

 

VEJA TAMBÉM: Jaraguá vence Joinville, fecha primeira fase do Estadual em 3º e agora enfrenta outro tradicional rival nas quartas de final

-

Quer receber as notícias no WhatsApp?