O homem suspeito de atirar e matar a companheira, Gabriella Custódio Silva, 20 anos, deve ser levado nas próximas horas ao Presídio Regional de Joinville. O crime aconteceu há algumas semanas, em Pirabairaba, distrito de Joinville.

Na noite desta quinta-feira (8) a Justiça decretou o pedido de prisão preventiva contra Leonardo Nathan Chaves Martins, 21 anos. No início da tarde desta sexta-feira (9), ele se entregou na DH (Delegacia de Homicídios de Joinville), acompanhado de seu advogado.

Leonardo deve ser interrogado mais uma vez, passar por exames de corpo de delito e então ser deixado na cadeia.

O caso segue investigado pelo delegado Eliéser José Bertinott. No início da semana ele informou que a prisão de Leonardo não estava descartada e que aguardava laudos do IGP (Instituto Geral de Perícias) para concluir o inquérito criminal.

A investigação prossegue como feminicídio e deve ser encerrada em até dez dias.

Entenda o caso

  • Gabriela Custódio Silva e Leonardo Natan Chaves Martins eram amigos de infância. Namoravam há alguns meses e a seis decidiram morar juntos.
  • A morte de jovem ocorreu no dia 23 de julho, na casa dos pais de Leonardo. De acordo com a versão apresentada por ele, ele manuseava uma pistola quando a arma disparou. O tiro atingiu o peito de Gabriella.
  • Leonardo colocou a companheira no porta-malas do carro e seguiu até o pronto-socorro do Hospital Bethesda. Lá, após deixar Gabriella com a equipe de enfermagem, ele decidiu ir embora. A jovem, segundo os médicos, já chegou sem vida ao hospital.
  • Ele ficou desaparecido por dois dias depois, acompanhado de advogado, se apresentou na Delegacia de Homicídios de Joinville alegando que tudo foi um acidente.
  • Leonardo disse que contou com a ajuda do pai para descartar a arma do crime no Canal do Linguado, em São Francisco do Sul.
  • A família de Gabriella não acredita nesta versão.
  • O caso vem sendo investigado como feminicídio.
  • No dia 8 de agosto a Justiça aceita o pedido de prisão preventiva contra Leonardo. No dia seguinte, ele se entrega na Delegacia de Homicídios e é levado ao Presídio Regional de Joinville.

LEIA MAIS:

Delegado da Homicídios fala sobre reconstituição da morte da Jovem Gabriella

Caso Gabriella: prisão de Leonardo Martins não está descartada, diz Polícia Civil de Joinville

Homem que deixou esposa morta no hospital deve prestar depoimento nesta segunda-feira (29)

Vídeo: Leonardo chora e em depoimento diz que tiro que matou esposa foi acidental

Chorando, suspeito de assassinar esposa em Pirabeiraba se apresenta na delegacia

[Vídeo] Imagens mostram homem deixando namorada baleada em hospital de Joinville

Polícia procura homem que deixou namorada morta em Hospital de Joinville

Jovem de 20 anos é morta por tiro e deixada na porta de hospital em Joinville

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger