A DH (Delegacia de Homicídios) da Polícia Civil de Joinville investiga o que parece ser mais caso de feminicídio registrado neste ano na cidade. O assassinato foi cometido na noite desta terça-feira (24), em Pirabeiraba. O caso está cheio de mistério e envolve dois jovens. O principal suspeito do crime é o namorado da vítima, que chegou a levá-la ao hospital e fugiu.

De acordo com o delegado da DH, Eliéser José Bertinotti, Gabriella Custódio Silva, 20 anos, foi baleada pelo namorado, dentro da casa da mãe dele. Em depoimento, a sogra da vítima contou os policiais que atenderam à ocorrência que não ouviu briga, apenas o barulho de um tiro e o filho pedindo ajuda.

O jovem, Leonardo Natan Chaves Martins, 21 anos, teria socorrido a namorada. Colocou ela dentro do porta-malas de um automóvel e a levou até o pronto-socorro do Hospital Bethesda. Gabriella teria chego ao hospital inconsciente e, após tirar a garota do carro e entregá-la a equipe de enfermagem, Leonardo fugiu.

Câmeras registraram o resgate

Tudo foi filmado por câmeras de monitoramento do hospital. As imagens serão repassadas à polícia. De acordo com a direção do Bethesda, o homem chega pedindo ajuda abre o porta-malas de um Chevrolet/Captiva e sai com o corpo de Gabriela nas mãos.

Em seguida, a equipe médica tenta reanimar a vítima enquanto Leonardo volta ao carro alegando ir buscar documentos. Neste momento, ele entra no Captiva e deixa o hospital. A jovem não resiste e morre.

O carro de Leonardo foi encontrado pela Polícia Militar com um amigo dele.

“O amigo de Leonardo não informou o paradeiro dele. Como estava dirigindo embriagado acabou sendo preso em flagrante”, revela Eliéser José Bertinotti à Rede OCP News.

Leonardo ainda não foi localizado pela equipe da Delegacia de Homicídios.

“Esta é a principal linha de investigação. Mas ainda é preciso obtermos os resultados das perícias e ouvirmos mais testemunhas para determinarmos a motivação do crime e entendermos como tudo aconteceu. Ainda não representamos pela prisão de Leonardo. Ele não é considerado foragido da Justiça, mas fugiu do flagrante de homicídio”, completa o delegado da Homicídios.

O corpo de Gabriella será enterrado em Penha no Litoral Norte. A família não quis falar sobre o caso.

Escute o que o delegado disse à Rede OCP News na tarde desta quarta-feira (24)

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito: 

WhatsApp  

Telegram  

Facebook Messenger