Em depoimento realizado na tarde desta quinta-feira na Delegacia de Homicídios, em Joinville, o jovem Leonardo Natan Chaves Martins, principal suspeito de ter assassinado sua esposa, deu sua versão dos fatos ao delegado Eliezer Bertinotti.

Segundo ele, os dois foram até a casa de seus pais, em Pirabeiraba, para resolver questões pessoais, quando teria pego uma arma do pai que estava na sala. Ela estaria sem o carregador mas com uma munição na câmara. Quando ele teria ido mostrar a arma para a namorada, segundo ele, ela disparou sozinha, atingindo a mesma.

Como ele se entregou espontaneamente, ele acabou não ficando preso e foi liberado. Entretanto, um pedido de prisão não foi descartado pelo delegado.

A mãe do jovem estava em casa quando o caso ocorreu, porém, segundo relatos, em outro cômodo, não tendo visto o ocorrido. A arma não foi localizado nem entregue pelo jovem, que disse que a descartou, mas a princípio seria uma calibre 380.

Vídeo com advogado

Dentro do carro, antes de ir para a delegacia, ele gravou um vídeo se dizendo arrependido e afirmando que Gabriella seria "o grande amor de sua vida".

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito: 

WhatsApp  

Telegram  

Facebook Messenger