A rapidez com que o governador Carlos Moisés (PSL) exonerou o gerente regional de Educação Gleison Collares (PSL) pegou a todos de surpresa. Já na noite de sexta-feira a portaria foi publicada no Diário Oficial do Estado.

O recado dado à militância e a alguns dos integrantes mais afoitos da base aliada é de que está na hora de enrolar as bandeiras e arregaçar as mangas, pois a campanha já terminou.

 

 

“O governador lamentou o episódio e destacou que não permitirá que sejam colocadas bandeiras partidárias à frente de questões de Estado”, disse em nota através da assessoria.

Gleison Collares tomou posse sendo alvo da desconfiança dos professores. Mas teve a chance de mostrar trabalhando que estava a altura do cargo e dos desafios.

Ao contrário, porém, preferiu ficar na arena das polêmicas das redes sociais, onde todo mundo que faz algum questionamento ou demonstra discordância vira petralha ou comunista.

É de se perguntar se, ao assinar a demissão de Collares, o governador Carlos Moisés também se transformou em petista, esquerdista, para essa turma.

Brincadeiras a parte, o governo do Estado tem muitos desafios pela frente, não dá para se dar ao luxo de perder energia com discussões infundadas.

Assim como também não dá para criar inimizades políticas de graça, sem nenhum fundamento, como Gleison Collares fez com o deputado Vicente Caropreso (PSDB) e depois com Antídio Lunelli (MDB).

Ridicularizado por Gleison Collares, o prefeito de Jaraguá do Sul não respondeu, mas nos bastidores, no fim de semana, seus aliados diziam que poucas vezes o ditado “quem ri por último ri melhor” fez tanto sentido.

 

 Você conhece os podcasts do OCP?

Assine e receba novos episódios todos os dias

Apple Podcasts | Spotify | Soundcloud

 

O secretário da casa Civil, Douglas Borba, que é jaraguaense e tem sido o anfitrião dos prefeitos da região em Florianópolis, esteve no município no fim de semana. Disse que a escolha para substituição de Collares será técnica e anunciada provavelmente na sexta-feira.

Antes, Douglas Borba havia conversado com o prefeito Antídio Lunelli e pedido desculpas pelo mal entendido, ressaltando ainda a importância de Jaraguá do Sul para Santa Catarina.

A política, muda, precisa melhorar. Mas a arte de se relacionar, o respeito e educação não precisam sair de moda.

Regularização fundiária

O prefeito Antídio Lunelli anunciou ontem a urbanização de 32 ruas localizadas em 17 loteamentos irregulares do município, com serviços de concretagem e implantação de infraestrutura.

“É mais um passo que estamos conseguindo dar diante de todas as dificuldades, complementando o trabalho iniciado em 2018 para a regularização fundiária plena dessas áreas, um trabalho inédito em Santa Catarina”, afirmou.

Campanha salarial

Os servidores se reúnem em assembleia amanhã para lançar a campanha salarial de 2019. Em nota enviada pelo Sinsep, a categoria diz que é preciso recuperar perdas históricas.

Além do aumento salarial, a assembleia deve debater a necessidade de concurso público, reajuste no valor do auxílio-refeição e a volta do pagamento do benefício integral para todos.

Tristeza geral

O deputado Ivan Naatz (PV), que é advogado, assumiu como assistente criminal em favor de uma das vítimas do acidente na BR-470, que causou a morte de duas moças e ferimentos em outras três na madrugada de domingo.

 

 

O acidente foi provocado pelo motorista Evanio Wylyan Prestini, dirigindo um veículo Jaguar na contramão.

Segundo a Polícia Rodoviária Militar, o motorista estava visivelmente embriagado. Mais uma vez a maneira mais triste de se constatar que bebida e direção não combinam.

A revolta é geral e as penas precisam ser exemplares sob pena que aumentar o sentimento de impunidade.

Adriano fica

Em entrevista à repórter Verônica Lemus, o secretário Douglas Borba anunciou a permanência do delegado regional Adriano Spolaor em Jaraguá do Sul.

Havia um cabo de guerra político para uma nova indicação, mas parece que os pedidos das lideranças locais foram ouvidos.

Depois dos decretos

O primeiro projeto do novo modelo de isenções fiscais prometido pelo governador Carlos Moisés da Silva (PSL) deve chegar nesta semana à Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc).

Que seja em breve

Ex-prefeito de Guaramirim, Nilson Bylaardt (MDB), pediu através das redes sociais urgência ao governador Carlos Moisés (PSL) na revitalização da SC-108.

Recebeu como resposta que a infraestrutura é prioridade no Estado e que em breve anunciará novidades. A situação é mesmo preocupante.

O reflexo no trânsito dentro de Jaraguá do Sul e Guaramirim está infernal.

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?