A Polícia Civil de Joinville prendeu na tarde desta quinta-feira (3) o segundo suspeito de participar no latrocínio contra o advogado da Câmara de Vereadores de Joinville, Maurício Eduardo Rosskamp, 52 anos. O investigado é Jean Carlos Cardoso, 25 anos, que, segundo a polícia, já tem uma série de antecedentes criminais.

A prisão temporária aconteceu por volta das 15 horas. Cardoso foi detido em casa, na rua Marlei da Silva, no bairro Paranaguamirim e não resistiu. Após prestar depoimento o homem deve ser levado ao Presídio Regional de Joinville, onde permanece à disposição da Justiça.

Além dele, a polícia já tinha identificado e prendido no dia 23 de dezembro Adriele Cristina Bordignon, 20 anos, também suspeita de participar do latrocínio – roubo seguido de morte. Em depoimento, ela confessou e deu detalhes sobre o crime. Pelo menos outras duas pessoas, um homem e uma mulher, também são investigados. Todos são de Joinville.

O crime

Maurício Eduardo Rosskamp foi encontrado morto na manhã do dia 20 de dezembro na rua Rio Velho, Bairro Paranaguamirim, zona Sul de Joinville. Ao lado do corpo estava uma pedra com sangue, utilizada no assassinato.

Maurício atuava na Câmara de Vereadores há 23 anos | Foto Divulgação

Na noite anterior, a vítima participava de uma festa com amigos do futebol, no bairro Floresta. O advogado deixou o local por volta de meia-noite e seguiu para sua residência na região Central. Ao passar pela rua Itajaí, ele foi assaltado.

Segundo a polícia, após ser rendido, Maurício Rosskamp foi obrigado a ficar no banco traseiro do automóvel. Os criminosos, ao que tudo indica quatro, seguiram até a zona Sul. Lá após pegar os pertences da vítima como dinheiro, celular, relógio, aliança e o carro eles tentaram deixar Maurício desacordado. De acordo com a investigação, ele reagiu e acabou golpeado com uma pedra na cabeça.

O grupo fugiu levando o carro do advogado. O veículo foi encontrado queimado na zona Norte. O homem detido nesta quinta-feira, seria o responsável por atear fogo no veículo e também teria participação em todo o crime.

Leia mais:

Justiça decreta prisão de três suspeitos de envolvimento na morte de advogado em Joinville

Polícia prende jovem suspeita de participar da morte de advogado em Joinville

Como um joinvilense tido como ‘exemplo’ tem uma morte tão violenta?

Consultor jurídico da Câmara de Vereadores de Joinville é encontrado morto

Quer receber as notícias no WhatsApp?