A partir desta semana, os consumidores precisarão pagar mais caro pelo botijão de gás. Isso porque a Petrobras anunciou um reajuste de 8,9% no preço do gás de cozinha comercializado em botijões de 13 quilos. Caso seja repassado integralmente aos consumidores, o preço do botijão nas revendas deverá subir cerca de 4%, ou R$ 2,53. Este é o sexto aumento consecutivo no valor do produto – desde que a Petrobrás iniciou o ciclo de alta, em agosto deste ano, o reajuste acumulado no preço do gás chega a 67,8%. Em comunicado oficial, a empresa destacou que o “reajuste foi causado principalmente pela alta das cotações do produto nos mercados internacionais”. Segundo o Sindicato das Empresas Distribuidoras de GLP (Sindigás), o preço praticado pela Petrobrás está 1,3% abaixo das cotações internacionais para este produto.