Santa Catarina alcançou um dos melhores índices da história do Estado, balizado pelo Produto Interno Bruto estadual, que passou de um crescimento de 2.9% para 9% nos doze meses encerrados em junho, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O acumulado é cinco vezes superior ao crescimento nacional, de 1,8%, na mesma comparação até junho. Com isso, Santa Catarina ocupa um das melhores posições de crescimento econômico no cenário nacional.

Os dados divulgados na última sexta-feira (3) estão no Boletim de Indicadores Econômico-Fiscais de Santa Catarina, uma publicação on-line e mensal da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE), compartilhando dados quantitativos e qualitativos do desempenho da economia catarinense.

"Os indicadores oficiais, como o do IBGE e o do Ministério da Economia, atestam que nossos índices estão entre os melhores do país. Nosso desafio é manter Santa Catarina com números acima da média nacional. Já fomos contemplados com a terceira maior taxa de geração de empregos do Brasil, atrás apenas de São Paulo e Minas Gerais. E agora essa informação de que o PIB nacional sofre uma retração, enquanto o de Santa Catarina cresce mais de seis pontos percentuais. É comemorar e manter o trabalho", festejou o governador Carlos Moisés.

Segundo dados divulgados pelo IBGE, Santa Catarina teve o maior crescimento no volume de serviços nos últimos doze meses encerrados em junho, relativos ao mesmo período anterior, quando comparado com os doze maiores estados produtores de serviços. Cresceu 8,4% frente a uma média nacional de 0,4%. Na indústria de transformação, nessa mesma comparação, Santa Catarina cresceu 15%, enquanto a média do País foi 7,7%. No varejo ampliado, o crescimento foi 10,7% no Estado e de 7,9% no País. Esta performance econômica refletiu na evolução do PIB estadual, estimado pela SDE, conforme explica o economista Paulo Zoldan.

Vaca Louca

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) confirmou na manhã de sábado (4) a ocorrência de um caso da doença da Vaca Louca em um frigorífico de Belo Horizonte. Segundo a pasta, a Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) foi notificada oficialmente. Com a notificação, o ministério suspendeu até segunda nota as exportações de carne bovina para a China, cumprindo um protocolo sanitário firmado entre os dois países.

Eficiência

Já estão abertas as inscrições para a Chamada Pública Procel - Eficiência Energética no Setor Público, que oferecerá investimento recorde de R$ 67,5 milhões em projetos de todo o país. As inscrições, que terminam no dia 26 de novembro, estão abertas para órgãos públicos municipais, estaduais e federais em todo o território nacional.

Docol

A fabricante joinvilense de metais sanitários Docol tem crescido expressivamente: a empresa anunciou investimentos na ordem de R$ 500 milhões para os próximos três anos, em ampliação de parques fabris e aquisição de novas empresas. Segundo o presidente da companhia, Guilherme Bertani, pelo menos R$ 200 milhões serão investidos em uma nova fábrica em Poços de Caldas, Minas Gerais, para produzir louças sanitárias.

Desconfiança

Mesmo com a forte penetração do app no país, o serviço de pagamentos do Whatsapp, com quatro meses de operação no Brasil, tem pouca adesão: apenas 7% dos usuários - pouco mais de 1 a cada 14 - registraram um cartão de débito para ativar o serviço, conforme a pesquisa “Mensageria no Brasil”, realizada pelo Mobile Time/Opinion Box. Um terço dos respondentes disse que não confia na segurança e privacidade dos dados a serem inseridos

Casa caiu

A corretora de criptomoedas Binance, uma das maiores do setor, abriu o mês em maus bocados: logo na primeira semana do mês, a empresa teve suas operações encerradas por ordem governamental na África do Sul e foi colocada em uma lista de alerta para fraudes em Singapura - e os clientes no país terão até o dia 10 de setembro para retirar o dinheiro das contas.

Inflação

A previsão do mercado financeiro para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), considerada a inflação oficial do país, subiu de 7,27% para 7,58%, neste ano. É a 22ª elevação consecutiva na projeção. A estimativa está no boletim Focus de segunda-feira (6), pesquisa divulgada semanalmente pelo Banco Central (BC), com a projeção para os principais indicadores econômicos.

Força das pequenas

Do saldo total de 316.580 novas contratações feitas em julho, pouco mais de 72%, o que dá 229.368 empregos formais, foram gerados por micro e pequenas empresas. Os dados são do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), com base nas estatísticas do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged), atualizadas mensalmente pelo Ministério do Trabalho e Previdência.