Ao contrário do que muitas pessoas pensam, a enxaqueca é uma doença que gera muitos sintomas semelhantes aos da sinusite, como a dor na região frontal, sensação de produção maior de muco, sensação de peso na cabeça e na face, além da dor de cabeça intensa. Entretanto, há diferenças claras entre as duas entidades.

A dor de cabeça da enxaqueca se caracteriza por ser latejante, de forte intensidade e incapacitante. Ela pode acontecer em um só lado da cabeça, em um lado mais que o outro ou dos dois lados ao mesmo tempo. E na mesma pessoa pode variar de posição em cada episódio de crise. Algumas pessoas tem dor na cabeça inteira. Não existe uma duração exata, mas a crise pode durar até 72 horas. Ao todo, considerando os sintomas além da dor, a crise de enxaqueca pode durar vários dias.

As crises de enxaqueca podem variar muito em relação aos sintomas e intensidade. Além disso podem ter vários sintomas além da dor de cabeça, como desconforto no pescoço, dificuldade de concentração, irritabilidade, vontade de comer doces, sonolência, bocejos excessivos, desconforto com luminosidade, sons e odores; náusea e até vômitos.

É importante lembrar que a sinusite é uma inflamação da mucosa que reveste os seios paranasais, espaços cheios de ar que se comunicam com as cavidades do nariz a cada lado da face; e geralmente é secundária à rinite. Caracteriza-se por sintomas nasais obstrutivos, secreção/catarro, tosse, dor de cabeça, diminuição do olfato e paladar, entre outros.

A sinusite pode estar associada a problemas na mucosa nasal, uso de drogas ilícitas inalatórias, tabagismo, traumas ou deformidades na face e tumores. E pode se exacerbar por alterações hormonais ou na imunidade, anemia, desnutrição, refluxo gástrico, além de alterações no ambiente (como poluição do ar e água, alterações atmosféricas de umidade, temperatura e outros).

A sinusite aguda, quando dura menos que 12 semanas, ocorre geralmente por resultado da complicação de um resfriado, nesses casos associada a infecção (viral ou bacteriana). Muito comum se apresentar com febre, mal estar e dores em todo o corpo. Geralmente são tratadas com antibióticos e antiinflamatórios e, uma vez tratadas, há resolução completa dos sintomas e não se tornam recorrentes, na maioria dos casos.

Estudos mostram que sinusite é o diagnóstico equivocado mais atribuído a pessoas que na verdade sofrem com enxaqueca. Em uma pesquisa com 136 pacientes que receberam o diagnóstico de sinusite, após reavaliação por neurologista, 86% dos pacientes não tinham sinusite, mas sim enxaqueca.

Em suma, ter dor nunca é normal, é um sinal de alarme do seu organismo que algo está errado. Se você tem dores de cabeça, certamente existe algo que motivou essa dor. Porém, ao contrário do que muitas pessoas acreditam, o motivo não é um determinado alimento, o estresse ou fatores psicológicos. A principal causa de dores frequentes é a enxaqueca. E o mais importante: com um tratamento adequado, ela pode ser controlada.

Onde encontrar

Clínica Soprus: Rua João Planincheck, 618, Nova Brasília, Jaragua do Sul -SC

Médica especialista em Neurologia (CRM SC 30733 - RQE 20463) pelo Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia.
Mídia social: @draerikatavaresneuro
Contato: (47) 3373-4252 | (47) 98402-5034
Email: [email protected]