Caro leitor, na minha coluna anterior, inaugurei uma nova forma de propor a reflexão, mais focada no diálogo. Espero que tenham gostado, pois hoje tem mais. Desta vez, vou compartilhar com vocês reflexões a partir do ponto de vista Diego Calegari Feldhaus, Secretário de Educação de Joinville. O assunto é o mesmo da coluna anterior: o Dia Mundial da Educação. A data foi celebrada em 28 de abril e faz referência ao compromisso firmado em 2000, durante o Fórum Mundial de Educação, realizado no Senegal. Na data, as lideranças dos mais de 160 países participantes assinaram um documento que tinha como objetivo sinalizar o comprometimento em termos de esforços políticos e financeiros para que toda a população mundial possa ter acesso ao ensino.

O valor da educação

  • Diego: “A importância da educação é indiscutível, especialmente neste momento que vivemos. Podemos perceber a falta que a escola e a educação formal têm feito na vida de muitas crianças e adolescentes. É um atraso que vai impactar nações ao redor do mundo. A educação, mais do que nunca, se mostra como uma instituição. A educação e a escola são fundamentais para desenvolver as capacidades necessárias para o mundo do trabalho, para uma economia mais baseada em conhecimento e para o exercício da cidadania. Nesse momento de desafios, é imprescindível os cidadãos terem valores como solidariedade, respeito e preocupação com o coletivo. A pandemia nos colocou ainda mais a clareza da relevância que a educação tem na vida de todos, independentemente dos recortes sociais e geográficos”.

Os principais desafios da educação

  • Diego: “Certamente o maior desafio da educação hoje tem a ver com a pandemia. A pandemia nos tirou de um lugar conhecido, de como fazer a educação funcionar. Ela tem nos pressionado a sermos criativos e inovadores no sentido de pensar em como oferecer novos modelos de ensino que permitam, de fato, garantir a qualidade educacional. Ao mesmo tempo em que é um grande desafio, traz também oportunidades para repensar questões como o uso da tecnologia na educação, a adoção de modelos híbridos de ensino e a necessidade de personalização da aprendizagem do aluno. Dadas as condições que temos, precisamos ser criativos e inovadores e pensar um pouco fora da caixa para garantir que os alunos continuem tendo o direito à aprendizagem preservado”.

A importância do Dia Mundial da Educação

  • Diego: “Neste momento desafiador, comemorar o Dia Mundial da Educação é mais importante do que nunca, celebrar essa instituição tão importante que é a educação. Precisamos lembrar mais do que nunca da importância dela. Não é por que estamos em pandemia que devemos abandonar o nosso rigor enquanto profissionais da educação no que tange a garantia da aprendizagem. Devemos encontrar caminhos para garantir a aprendizagem para todos os alunos e fazer deste tempo um momento para repensar práticas, modelos e valores. Ampliar a garantia de uma educação de qualidade para todos. É importante destacar algo que está na nossa Constituição Federal e que, nem sempre, é lembrado: a educação é uma responsabilidade compartilhada entre poder público e famílias. Somos co-responsáveis e co-realizadores. Neste tempo de pandemia, mais do que nunca, é importante a participação dos pais na educação dos seus filhos. A parceria entre escolha e família precisa ser ainda mais fortalecida para conseguirmos, de fato, garantir a aprendizagem efetiva e para todos”.

Gostaram das reflexões do Diego? Pretendemos promover nas próximas colunas ainda mais diálogos com profissionais do quilate do Secretário da Educação de Joinville. Entendemos que nosso papel enquanto instituição superior de ensino é, também, o de promover esses momentos de reflexão e conscientização. Até a próxima!