Na educação Marista, valorizamos a criança em seu desenvolvimento pleno e em sua maneira de ver o mundo. A partir disso, temos como proposta pedagógica o Projeto de Investigação, que surge da curiosidade e pesquisa das crianças em torno de uma situação que despertou o seu interesse. Ao proporcionarmos vivências de investigação, a criança se torna protagonista do seu aprendizado. Ela irá levantar hipóteses acerca do assunto em questão, analisando, tentando, errando e percebendo o que é validado e o que não é.

Com isso, ela exercita suas habilidades mentais por meio de questionamentos e pesquisas, processo que valoriza os seus interesses e ações como seres pensantes por meio da escuta ativa e da troca de experiências. Isso oportuniza o trabalho coletivo em que os alunos negociam suas ideias e saberes prévios, refletindo diante de suas descobertas e tendo a professora como mediadora das aprendizagens. Acreditamos que, quando as crianças têm oportunidade de se expressarem em diversas situações, formamos cidadãos participativos e criativos. Assim, pensamos que garantir-lhes a possibilidade de serem protagonistas de sua aprendizagem é proporcionar que realizem suas próprias descobertas, agindo com autonomia, sensibilidade e liberdade de expressão.

Através da curiosidade dos alunos no desenvolver do projeto, partimos para a investigação. Por meio dela, podemos observar os benefícios de se investigar e ir atrás de respostas, como o desenvolvimento do cérebro e o processo de fixação dos conhecimentos obtidos com as experiências. Mesmo com as dúvidas sanadas através da investigação, eles precisam aprender a pensar em todo processo de conhecimento. Portanto, como professores, oferecemos ferramentas para que descubram mais informações de forma autônoma, exercitando o raciocínio ativo em casa e na escola.

Encantar-se para construir significado e fazer sentido. Este é o nosso objetivo quando trabalhamos e valorizamos a curiosidade das nossas crianças. Acreditamos que com o encantamento vem a curiosidade, a vontade de pesquisar e de investigar. A aprendizagem é vivida de forma intensa e feliz quando acompanhamos o olhar e a expressão das crianças a cada pergunta que foi investigada e respondida de forma lúdica e prazerosa.

Karili Maria Soares de Santana, Michele Tecila, Natália Robinson e Fernanda Andrea Neves Kusz são professoras do Infantil 4 do Colégio Marista São Luís.