Uma operação da Polícia Civil, com o apoio da Polícia Militar, cumpriu uma ordem judicial de busca e apreensão na residência da mulher investigada pelo homicídio de outra mulher grávida, na semana passada, em Canelinha.

 

 

Durante as buscas na residência da investigada, os policiais localizaram o telefone celular e alguns documentos da vítima. O material foi apreendido e será anexado ao inquérito policial que apura os fatos.

De acordo com as informações da polícia, a mulher que se dizia amiga da vítima confessou o homicídio. Ainda de acordo com essas informações preliminares, o objetivo era ficar com a criança, retirada dramaticamente do ventre da mãe com o uso de um estilete. O bebê, que teve cortes no braço, está internado, mas passa bem, segundo a Polícia Civil.

Crimes cometidos

Tanto a suposta vítima quando seu companheiro estão presos, uma vez que cresce a suspeita de crime premeditato. O casal é investigado por homicídio triplamente qualificado, sequestro, lesão corporal grave e ocultação de cadáver.

O marido da suspeita nega ter cometido qualquer crime e o envolvimento no caso ainda é investigado, disse o delegado Paulo Alexandre Freyesleben e Silva, responsável pelo inquérito.

Receba no seu WhatsApp somente notícias sobre Segurança Pública da região (Trânsito, Operações Policiais. etc...):

Whatsapp

Grupo OCP Segurança

Telegram

OCP Segurança