Uma mulher grávida de nove meses foi encontrada morta na manhã desta sexta-feira (28), em Canelinha, na Grande Florianópolis. Flavia Godinho Mafra, de 25 anos, estava desaparecida desde a quinta-feira. O corpo estava sem o bebê em uma fábrica cerâmica desativada no bairro Galera.

Uma mulher e um homem, de 24 e 44 anos, respectivamente, foram presos suspeitos de cometer o crime. Em depoimento, ela contou que perdeu o filho e, por causa da expectativa da família, escondeu o fato.

Flavia saiu de casa para ir para um chá de bebê na quinta, mas não foi mais vista. A mulher que inventou o compromisso deu uma carona para a vítima e foi até o local abandonado. Lá, ela esperou a amiga ficar de costas para dar golpes na cabeça dela com um tijolo.

A suposta assassina contou para a Polícia Civil que usou um estilete para cortar a barriga da vítima e retirar a criança. Depois, ligou para o marido e simulou um parto espontâneo. Ela chegou a compartilhar nas redes sociais mensagens sobre o desaparecimento da amiga. O bebê foi levado para o hospital e passa bem.

Receba no seu WhatsApp somente notícias sobre Segurança Pública da região (Trânsito, Operações Policiais. etc...):

Whatsapp

Grupo OCP Segurança

Telegram

OCP Segurança