Um pedestre de 56 anos morreu e um motociclista ficou gravemente ferido em um acidente às 10h50 desta segunda-feira (12), na avenida Paulo Schroeder, no bairro Petrópolis, em Joinville, no Norte de SC. A vítima fatal foi identificada como Paulo Cesar Cardoso. O acidente envolveu um Cobalt, uma Honda NC 750, além de um Gol que estava estacionado na via.

Foto Divulgação

Segundo a Polícia Militar, as testemunhas informaram que o motociclista transitava pela via preferencial, momento em que visualizou um carro se movimentando para atravessar a avenida. Ele tentou desviar, mas bateu contra a dianteira do veículo e caiu no chão. A motocicleta seguiu desgovernada, atingindo um carro estacionado, o pedestre na calçada e o muro de uma residência.

Foto Divulgação

O pedestre teve politraumatismo, hemorragia externa e morreu no local do acidente. Já o motociclista, Julio Cesar de Oliveira, sofreu fratura na perna esquerda, escoriações pelo corpo e foi levado para o hospital. A motorista do carro não ficou ferida. Ela afirmou que não viu a aproximação da moto e tentava atravessar a avenida.

Foto Divulgação

Família de Paulinho não consegue acreditar

Em depoimento nas redes sociais, uma sobrinha falou sobre o acidente trágico:

"Ta difícil de acreditar que você se foi dessa forma tio, há duas semanas atrás nós estávamos na sua casa entregando o convite do nosso casamento. Você estava todo empolgado e feliz. Fazendo piadas como sempre. Já estava vendo sua roupinha pra ir, o óculos novo. Mas você com certeza estará la de cima olhando por nós! Teu sorriso vai deixar saudades! E agora quem vai comentar minhas fotos com carinhas?? Vai com Deus tio, que Deus te receba".

Foto Reprodução

Uma neta da vítima deu um depoimento comovente.

"Então, nunca pensei que escreveria uma coisa tão triste depois do meu vô ter morrido, mas vamos lá. Não te conhecia muito, não sabia teus gostos, só vi você duas vezes em meus 15 anos, não tinha intimidade contigo, mas me arrependo de não te ver todos os anos, de mandar mensagem e perguntar como você estava. Acho que a gente só dá valor quando acontece a coisa mais imprevista com alguém especial! Quando vi meu pai chorar, caiu meu chão, me deu aperto no coração, e não pude fazer nada a respeito, apenas chorar e respeitar aquele momento. Confesso que a partir de hoje, e o resto da minha vida, vou me arrepender porque não pude me despedir de você"

Veja mais fotos do acidente:

Foto Divulgação

Foto Divulgação

 

LEIA MAIS:

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?