Moradores da Vila Freitas, em Guaramirim, reclamam dos saques que estão sendo cometidos após o desmoronamento ocorrido no início da semana. Utensílios domésticos, fiação de energia, partes das residências e outros itens são furtados das dez residências atingidas.

O local em que estão as residências foi interditado pela Defesa Civil de Guaramirim e os 45 desabrigados estão na casa de parentes ou no abrigo que foi aberto pela Prefeitura. Filho de uma das vítimas, Marcelo Schafranski, 23 anos, procurou a equipe da Rede OCP News para fazer a denúncia.

“Você vê o pessoal saqueando, a polícia vem e tira, mas depois estão ali de volta. A vida do pessoal já está difícil e esse pessoal vem levar o pouco que sobrou. Eles tiram tudo”, comenta Marcelo.

Trabalhador da construção civil, Leandro Schiller, 35 anos, deixou de trabalhar para ficar ao lado da casa. Segundo ele, os moradores estão guardando as casas durante a noite para evitar os furtos.

“Está acontecendo direto. A gente já pediu pra polícia pra resolver isso. Precisava de mais rondas, porque eles estão furtando durante a madrugada. Coitadas dessas pessoas. Além de perderem tudo, ontem estavam levando os pratos da casa” , conta Leandro.

O comandante da 2ª Companhia do 14º Batalhão de Polícia Militar, capitão Edson de Jesus Silva, explica que não como disponibilizar uma viatura exclusiva para ficar naquela comunidade. Apesar disso, a PM está atenta para a questão.

“A gente não pode destinar uma viatura para ficar apenas em um lugar. A Polícia Militar está dando uma atenção especial para o local e reforçou as rondas na Vila Freitas. Dentro da rotina de policiamento, quando há tempo disponível, vão até lá e fazem rondas”, explica.

Quer receber as notícias no WhatsApp?