Foto Divulgação/Prefeitura de Gaspar
Foto Divulgação/Prefeitura de Gaspar

Com o objetivo de qualificar o ensino e criar melhores condições para os professores e os mais de oito mil alunos da rede municipal, a Prefeitura de Gaspar está investindo R$ 6 milhões na construção de unidades educacionais, revitalização das estruturas já existentes e aquisição de novos equipamentos. As benfeitorias são viabilizadas pelo programa Avança Gaspar, que envolve o maior pacote de investimentos da história da cidade.

Deste valor, mais de R$ 4 milhões foram direcionados para a educação infantil. A obra de um novo Centro de Desenvolvimento Infantil (CDI) no bairro Coloninha está em fase de conclusão e irá atender aproximadamente 150 crianças. Futuramente, um CDI também será erguido no bairro Gaspar Mirim. Desde o ano passado, outras cinco unidades infantis do município receberam melhorias: CDI Professora Mercedes Melato, CDI Deputado Francisco Mastella, CDI Vovó Lica, CDI Dorvalina Fachini e CDI Vovó Benta.

Novo CDI do bairro Coloninha | Foto Divulgação/Prefeitura de Gaspar

No Ensino Fundamental, a Secretaria Municipal de Educação concluiu, no último mês de julho, a construção da nova sede da Escola de Ensino Fundamental (EEF) Olímpio Moretto, no bairro Gaspar Grande. Com o investimento de R$ 2 milhões, a unidade educacional passou a contar com uma ampla área de lazer. Em 2020, a escola, que atende cerca de 150 alunos do 1º ao 5º ano, abrirá turmas de 6º ano.

Para modernizar os ambientes de aprendizagem e possibilitar o uso de novas tecnologias em sala de aula, a Prefeitura de Gaspar aplicou R$ 800 mil na compra de equipamentos eletrônicos e mobiliários para toda a rede municipal de ensino. "A educação é uma área de extrema importância e aplicar recursos não é só uma obrigação legal, mas também uma forma de garantir um futuro ainda mais promissor e com mais qualidade de vida para nossas crianças e para nossa Gaspar", salienta o prefeito Kleber Wan-Dall (MDB).

 

 

Além disso, com o intuito de incentivar a leitura e o resgate da cultura, a Biblioteca Pública Dom Daniel Hostin e o Arquivo Histórico serão remanejados para um local mais amplo e adequado às necessidades do público. A partir do ano que vem, as duas unidades ficarão instaladas no antigo prédio do Banco do Estado de Santa Catarina (Besc), na rua Coronel Aristiliano Ramos, no Centro. Para a compra do imóvel, a Administração Municipal investiu mais de R$ 1,8 milhão.

Quer receber as notícias no WhatsApp?