A 27ª edição do Jaraguá em Dança entra na primeira noite de apresentações, hoje, a partir das 19h, no Grande Teatro da Scar. Estão previstas 12 exibições e a participação especial da Companhia Jovem Bolshoi Brasil.

O evento tradicional do calendário cultural da cidade terá 15 sessões e volta a contar com a participação de público restrito a 30% da capacidade do local, o que corresponde a 280 por sessão. A medida segue as orientações dos decretos sanitários de enfrentamento à pandemia de Coronavírus, que também incluem uso de máscaras, distanciamento e higiene.

Por causa da limitação de público, a Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer promove a transmissão ao vivo do evento pelos canais de comunicação da Prefeitura e da Secretaria. Inscreva-se no canal e receba as notificações para novas transmissões pelo Facebook e pelo YouTube.

A organização informa que os ingressos, gratuitos, serão distribuídos na bilheteria da Scar, dois dias antes de cada sessão. Serão liberados apenas dois ingressos por pessoa. A bilheteria da Scar funciona de segunda à sexta-feira, das 8h às 20h, sem fechar para o almoço, e aos sábados e domingos, das 8h às 11h30 e das 13h às 17h

Foto: Vanderleia Macalossi

A primeira noite contou com uma noite de gala e evento celebrativo destinado especialmente aos coreógrafos, além de apresentação com Edson Nascimento, da Escola de Dança da Scar. Na ocasião, houve o lançamento do videoclipe oficial do evento. A transmissão pode ser conferida aqui. Na ocasião, a secretária Natália Lúcia Petry enalteceu a possibilidade de realização de um evento com o retorno da participação do público, mesmo com limitação.

“Esta data é muito importante e precisa ser comemorada porque reúne a classe artística e cultural, um dos segmentos mais prejudicados com a pandemia”, disse.

O Jaraguá em Dança terá a participação de 33 entidades, 1.225 bailarinos, 55 coreógrafos, 73 auxiliares e 195 coreografias divididas em 15 sessões. De acordo com a secretária Natália Lúcia Petry é uma satisfação realizar o Jaraguá em Dança mesmo com limitação de público, pois trata-se de momento esperado com expectativa por toda a comunidade envolvida.

A edição deste ano também conta com a exposição do 1º Concurso de Fotografias “Jaraguá do Sul 145 olhares”, integrante da programação de aniversário do município, em julho.

Foto: Divulgação PMJS

Bolshoi

A Companhia Jovem Bolshoi Brasil de Joinville promete reviver a emoção das apresentações presenciais. Um momento de expectativa para os envolvidos que trazem o espetáculo “O Gala Bolshoi”, com coreografias diversificadas, dança contemporânea e trechos de renomados balés de repertório, além de trabalhos criados pelos próprios bailarinos e também por profissionais formados no Bolshoi Brasil que atuam na instituição e também no exterior. O espetáculo promete uma mistura de ritmos contagiantes, além de toda magia do balé clássico.

A Escola do Teatro Bolshoi no Brasil é um projeto cultural com extensão social, dimensão cultural e abrangência educacional entre o Brasil e a Rússia. Instalada em Joinville em 15 de março de 2000, é a única extensão do Bolshoi no mundo. O Teatro transfere a outro país o método de ensino de balé que o tornou referência.

Há 21 anos no Brasil, a Escola Bolshoi educa 232 alunos vindos de 22 Estados brasileiros e outros dois países. A instituição concede 100% de bolsas de estudo para todos os alunos do curso técnico. A seleção anual, que já apresentou índice de 120 candidatos por vaga, envolve etapas de avaliações médicas e artísticas específicas.

A Escola é uma instituição com personalidade jurídica de direito privado, sem fins lucrativos, que tem apoio da Prefeitura de Joinville e é mantida pelo Governo do Estado de Santa Catarina e pelos “Amigos do Bolshoi”, empresas e pessoas físicas socialmente responsáveis que apoiam o projeto por meio de serviços prestados e patrocínios não incentivados ou incentivados por leis de incentivo à cultura.