A Secretaria de Saúde de Guaramirim está investigando mais um caso de morte suspeitade Influenza. O fato ocorreu no último sábado (30), no Hospital Santo Antônio, quando uma mulher de 44 anos com quadro de hipertensão veio a óbito após passar um dia internada na unidade médica. Segundo informações da gerente da vigilância em saúde do município, Luciana Leite, o material para análise foi encaminhado ainda no sábado para o Laboratório Central, em Florianópolis, mas ainda não há previsão para recebimento dos resultados. Se confirmado, este será o terceiro caso de morte por Influenza no município este ano. A primeira delas aconteceu em fevereiro, um homem de 56 anos, e a segunda em abril, uma vítima de 49 anos. Ambas foram diagnosticadas com o vírus Influenza A H1N1. No último sábado, mais de 13 mil pessoas foram vacinadas durante o Dia D da campanha contra a gripe na região. Só em Jaraguá do Sul, estima-se que cerca de oito mil pessoas tenham recebido a vacina, seguido por Guaramirim (2.088 pessoas vacinadas), Corupá (1.400), Massaranduba (830) e Schroeder (731). De maneira geral, os municípios comemoraram a adesão da população à campanha e esperam que o movimento acentuado continue pelo menos até a metade desta semana. Desde o início da campanha, há uma semana, os cinco municípios já vacinaram 33.705 pessoas, o que representa 60% do total de 56.204 pessoas de grupos prioritários na microrregião. Guaramirim é o município com o melhor índice de imunização até agora, com 73,1% das pessoas vacinadas segundo a meta estipulada pelo Estado. Na sequência vem Jaraguá do Sul e Massaranduba, com 58,5% das pessoas em grupos de risco vacinadas; Schroeder, com 55,4%; e Corupá, com 53,2%. A expectativa é de que todos os municípios consigam superar a meta de vacinar 80% das pessoas de grupos de risco. No Estado, 973.044 pessoas já foram vacinadas desde o início da campanha, conforme balanço da Diretoria de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Estado da Saúde (Dive/SC). O número representa mais da metade da população dos grupos prioritários do Estado. pagina 4