Aliviado pela permanência assegurada na Série B do Campeonato Brasileiro com uma rodada de antecedência, o Figueirense pode encarar um problema na Justiça.

Em entrevista coletiva nesta terça-feira (26), o gestor do Londrina, Sergio Malucelli sinalizou a intenção do clube em entrar no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para pedir a perda de pontos do Figueira na competição.

A motivação seria o W.O. sofrido pela equipe catarinense na 17ª rodada, contra o Cuiabá. Para levar o caso adiante, o Londrina aguarda a conclusão da última rodada, já que o Tubarão precisaria ficar, no mínimo, três pontos atrás do alvinegro. Hoje, a diferença é de quatro.

Figueirense não entrou em campo no jogo contra o Cuiabá, pelo turno da competição | Foto Olímpio Vasconcelos

Uma possível punição ao Figueirense também poderia beneficiar São Bento, Criciúma e Vila Nova, outros a terem o rebaixamento decretado na rodada passada.

“A gente vem estudando isso há três ou quatro semanas. Para isso, não adianta ser o 17º. Você tem que ficar três pontos de diferença. São os pontos que acho que o Figueirense deveria perder, como perdeu e recuperou. Para isso acontecer, o Figueirense não pode ganhar o jogo do Operário-PR”, disse Malucelli.

O Londrina tentará se basear no segundo parágrafo do artigo 203 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que diz que "se da infração resultar benefício ou prejuízo desportivo a terceiro, o órgão judicante poderá aplicar a pena de exclusão da competição em disputa".

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger