Mauro Naves (E) teria 'prejudicado' Neymar na acusação de estupro da modelo Najila Trindade | Foto Reprodução/Instagram
Mauro Naves (E) teria 'prejudicado' Neymar na acusação de estupro da modelo Najila Trindade | Foto Reprodução/Instagram

Após 31 anos, o repórter Mauro Naves não é mais funcionário da TV Globo. Com o fim da Copa América, a emissora decidiu pelo desligamento do profissional, em virtude da polêmica envolvendo uma possível participação no caso de estupro contra o atacante Neymar.

No início de junho, a Globo explicou que Naves encaminhou contatos do pai do jogador para José Edgard Bueno, o primeiro advogado que representou a modelo Najila Trindade, acusadora do astro da seleção brasileira.

Foto Repordução

Inicialmente afastado das coberturas esportivas, o jornalista teve seu contrato oficialmente rescindido nesta terça-feira (9).

“O Grupo Globo e o jornalista Mauro Naves decidiram encerrar consensualmente o contrato de prestação de serviços que mantinham. O Grupo Globo reconhece a imensa contribuição de Mauro Naves ao jornalismo esportivo e a ele agradece os 31 anos de dedicação e colaboração”, disse a Globo em comunicado.

Mauro Naves era funcionário da Globo desde março de 1987, quando começou na filial em Brasília.

Dois anos depois, ganhou espaço na sede da emissora em São Paulo, onde permanecia até hoje - exceto entre 1992 e 1993, quando deixou a empresa para se dedicar a uma loja de confecção de roupas com um primo.

 

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger