Esperidião Amin (PP), peça central das negociações nesta pré-campanha, disse que antes de segunda-feira não haverá luz. A declaração foi em reposta à pergunta se a aliança com PSD, DEM e outros 11 partidos seria ou não anunciada nesta sexta-feira 13. O ex-governador também reclamou da baixa participação das mulheres no processo político, o que está tirando o sono dos dirigentes partidários, que precisam preencher a cota de 30% de candidaturas femininas.

Mantida a aliança idealizada por Gelson Merisio (PSD), o candidato a vice-governador deve ser o deputado João Paulo Kleinübing, do DEM, com Amin e Raimundo Colombo ao Senado. Enquanto o PSD tem pressa em anunciar a chapa, Amin diz que está tudo dentro do prazo: "temos até sete de agosto"

 

Em pré-campanha

O deputado federal Rogerio Peninha visitou a redação do OCP acompanhado de David William, que irá coordenar no Vale do Itapocu sua campanha à reeleição. Peninha é do MDB, mas é um dos mais fieis apoiadores do presidenciável Jair Bolsonaro, do PSL. Ele também é autor do projeto de lei que transforma Jaraguá do Sul na Capital Nacional do Tiro. O texto deve ser votado pelo plenário ainda este ano, prevê.

 

MDB ainda pode fechar com Alckmin...

... Pelo menos é isso que acredita o deputado federal Rogerio Peninha. Sem unanimidade em torno do ex-ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, o catarinense defende que apoiar o tucano Geraldo Alckmin é a melhor opção, inclusive para garantir o objetivo de manter ou aumentar a bancada do partido no Congresso.  Com quase 30 anos de vida política, sempre no MDB, Peninha também afirma que a aliança no Estado com o PSDB é o melhor caminho para os dois partidos, o que seria facilitado com o acordo nacional.

 

Liberação do porte de armas

Autor do projeto de lei que revoga o Estatuto do Desarmamento, voltando a liberar o porte de arma no país, Peninha afirma que falta coragem para o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), colocar o tema em votação. O texto já está pronto, com aprovação das comissões, há mais de seis meses. “É a pressão da bancada de esquerda”, critica.

 

Governo parcela 13º

O governo do Estado anunciou que no mês de julho efetuará o pagamento de somente 25% do 13º salário dos servidores públicos. A alegação é de que a crise financeira prejudicou as finanças. Os outros 25% deverão ser pagos em setembro, a depender do comportamento da arrecadação. A segunda metade ficará para dezembro. O parcelamento de metade da gratificação natalina ocorre pela primeira vez.  É mais um sintoma de que as coisas não vão tão bem assim em Santa Catarina como se pintava.

 

Em Barra Velha

Depois de denúncia do Ministério Público por nepotismo, a secretária de Assistência Social de Barra Velha, Soneiva Cruz, esposa do prefeito Valter Zimmermann (DEM), pediu exoneração do cargo. Em nota oficial, o governo negou ter enviado uma proposta à Câmara de Vereadores para legalizar a prática de nepotismo com o objetivo de beneficiar a mulher do prefeito.