Quando decidimos entrar no mercado de ações, uma das coisas importantes a fazer é distinguir em que tipo de ação investir: ordinárias ou preferenciais.

As diferenças entre estes dois tipos são sutis, mas existem, e fazem diferença, dependendo do tamanho da posição que o investidor pode adquirir da empresa.

As ações ordinárias são representadas pelo símbolo ON e têm o número 3 ao lado do código, como a ação PETR3, o papel ordinário da Petrobras. São ações que dão direito a voto e poder de participação na gestão da empresa, a depender do tamanho da posição do acionista. Por isso, esse tipo de ação vale a pena para quem consegue ter uma participação acionária grande.

Estes papéis também podem dar uma certa proteção ao acionista: quando há troca de comando em uma empresa, a cláusula de tag along, que garante aoacionista receber pelo menos 80% do valor pago ao acionista principal, só existe para quem possui ações ordinárias.

Já as ações preferenciais são representadas pelo símbolo PN e têm o número 4 ao lado do código, como o papel GGBR4, a ação preferencial da Gerdau.Elas não dão direito de voto e de participação na gestão da empresa, mas, por outro lado, têm a preferência no recebimento de dividendos. Essa preferência é uma forma de proteger o acionista que não pode participar da gestão da companhia.

Qual tipo de ação vale mais a pena? Ambas possuem suas vantagens e a escolha dos papéis dependerá do objetivo do investidor e da quantidade de ações que irá compor sua posição.

As ações preferenciais tendem a ter mais liquidez, por isso, para quem vaicomprar posições menores, até mesmo no mercado fracionário, elas são mais vantajosas.

No caso das ações ordinárias, há a possibilidade, pelo menos na teoria, de receber mais rapidamente os valores investidos em caso de falência da empresa.

Independentemente das ações que você escolher, é importante que você busque uma corretora alinhada aos seus interesses e que ofereça uma experiência de investimentos descomplicada na hora de negociar ativos da bolsa de valores. Outro ponto de atenção é a taxa de corretagem: busque uma corretora que cobre taxa zero sobre suas operações, assim você maximiza suas chances de ganho e não perde dinheiro com tarifas desnecessárias.

César Augusto Corso, especialista em investimentos na Warren. E-mail cesar.corso@warren.com.br