Foto Divulgação
Foto Divulgação

Neste período do ano, ressaltamos, ainda mais, a importância que as mulheres exercem sobre nossas vidas. É através delas, seres extremamente fortes e corajosos, que a vida é gerada e desde tão jovens enxergamos que as mulheres são capazes de desenvolver diversas atividades concomitantemente, fato este que, a nós homens, é uma tarefa difícil de se cumprir.

É comum a elas exercerem uma dupla jornada de trabalho. Dia após dia, cuidam da casa, dos filhos, do marido, sobrinhos, ao mesmo tempo e ainda conseguem entregar o seu melhor no ambiente empresarial, por isso não é à toa que a peça mais forte no jogo de xadrez, é uma dama.

Trabalham com resiliência, são astutas e não desistem em situações difíceis e é por isso que enalteço este mês também, pois quem nos conhece sabe que a nossa equipe é composta por um time de mulheres e eu sou grato por poder enxergar todas estas qualidades, agrupadas em meu dia a dia.

A mulher precisa enxergar a sua aura e declarar o seu amor por ela mesma, pois ser amado, é se cuidar, é um ato de prevenção! Mesmo em meio ao cotidiano, as mulheres precisam entender que não carregam o mundo e que está tudo bem nisso.

Cabe a nós maridos, filhos, filhas, sobrinhos, pais, etc., dar amor, apoio e compreensão que tanto merecem às mulheres de nossas vidas, para sentirem-se acolhidas.

No autoexame de mamas, surpresas infelizes podem surgir e não há idade, estereótipo, classe social ou financeira que impeça o diagnóstico, mas é fatídico que o câncer de mama surge cada vez com mais frequência e precoce nas mulheres, postergando os sonhos, sim, mas não os impossibilitando de ser realizados.

Os tratamentos são dolorosos, intensos e exigem uma superação de cada mulher que passa por essa etapa, mas elas são seres evoluídos, lutam, acreditam, se esforçam e conseguem sair dessa situação com o olhar de vitória, pois o que as desafia, as transforma.

Em meio aos procedimentos necessários, com o intuito de poder continuar realizando os seus sonhos, algumas mulheres passam pela mastectomia (excisão ou remoção total da mama), mas a autoestima, após alguns dias do procedimento, começa a exigir um novo estágio de aceitação, mesmo que a cirurgia não a tenha mudado, algumas mulheres se sentem incompletas, relato este que faço com base na convivência de pessoas extraordinárias, mas que passaram por esta provação.

É preciso entender que a mulher é feminina, ela valoriza os detalhes, entendimento este cada vez mais aderido pelo judiciário, que vem determinando a reconstrução da mama através de próteses, sendo abrangida pela cobertura dos planos de saúde, visto que não se trata de procedimento estético e sim de uma necessidade real às mulheres.

Assim, são nos momentos de fragilidade, que precisamos demonstrar as nossas mulheres todo o amor que sentimos, apoiando-as, compreendendo-as, mas o principal, incentivando-as a prevenção ao câncer de mama.