Um homem de 33 anos foi preso nesta sexta-feira (30) em um restaurante no município de Novo Progresso, no Pará. Ele é suspeito de ter assassinado a companheira, Angélica Sabrina Seibert, de 29, em março deste ano, no Oeste catarinense.

 

 

No dia 17 de março, o casal saiu de São Miguel do Oeste e não mais foi visto. Em princípio, o caso era tratado como desaparecimento. Mas, conforme a investigação foi avançando, a suspeita de feminicídio cresceu, até que o corpo da vítima foi encontrado em Barra Bonita, no dia 4 de abril.

Segundo a Polícia Civil, Angélica foi morta no dia 17 de março. No mesmo dia, o suspeito fugiu para São Paulo e abandonou o veículo em um posto de combustíveis em Marmeleiro-PR, fazendo o restante do trajeto por meio de caronas.

O celular dele foi encontrado com uma testemunha, e, segundo aponta a investigação, foi possível encontrar evidências de que o objetivo de sua fuga era escapar da polícia catarinense.

De lá, ele teria partido para o Pará, onde residem alguns parentes. Em uma ação integrada entre as polícias catarinense e paraense, o suspeito foi localizado e preso.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger