O incêndio do ônibus em Jaraguá do Sul deve resultar num prejuízo aproximado de R$ 500 mil para a Canarinho, concessionária do transporte coletivo. O diretor administrativo da empresa, Décio Bogo, explica que esse é valor do veículo novo que deve ser adquirido para fazer a reposição.

“Foi um ato de vandalismo praticado por um menor provavelmente drogado. No final da história, quem acaba sendo prejudicada é a população que utiliza esse serviço todos os dias. É um bem público, mas o prejuízo vai ficar com a empresa”, comenta.

Décio explica que o motorista estava em horário de folga e estacionou o coletivo na rua Antônio J. Macedo, no bairro São Luís, na quarta-feira (11). Ele mora nas proximidades e iria iniciar a jornada naquela noite.

“O motorista estava no horário de descanso e ficou apavorado ao ver o ônibus queimado. Ele é uma pessoa muito bem vista na empresa, um funcionário exemplar. Foi uma situação lamentável e que causou um grande prejuízo, principalmente no momento em que estamos vivendo”, lembra Décio.

O empresário agradeceu o empenho da Polícia Militar na condução do caso. Ele frisou que as buscas foram intensas e resultaram numa rápida prisão do responsável, cerca de 24 horas após o crime.

“Gostaria de aproveitar para enaltecer o trabalho da Polícia Militar, que deu o pronto-atendimento e uma rápida resposta para esse caso. Fico muito orgulhoso de ter uma PM que desempenha um trabalho tão eficiente. É uma satisfação ter uma polícia tão preparada em nossa cidade”, afirma o empresário.

Receba no seu WhatsApp somente notícias sobre Segurança Pública da região (Trânsito, Operações Policiais. etc...):

Whatsapp

Grupo OCP Segurança

Telegram

OCP Segurança