A segunda reportagem série “Além da Farda” traz a paixão que um dos policiais militares mais experientes do 14º BPM (Batalhão de Polícia Militar), em Jaraguá do Sul, tem pelo halterofilismo.

O sargento Adenilson Waldmann, 46 anos, ingressou na PM em 1993, e até hoje tem predileção pelo serviço de policiamento ostensivo.

O início da história do policial militar com o esporte vem dos tempos em que estava no antigo GRT (Grupo de Resposta Tática), o atual PPT (Pelotão de Patrulhamento Tático) do 14º BPM, onde Waldmann trabalhou por cerca de oito anos.

 

 

Em 2014, Waldmann entrou para a Força Nacional de Segurança Pública e deu um tempo nos treinos.

Após três anos servindo na corporação em intervenções em crises em todo o país, o sargento retornou para Jaraguá do Sul e, em casa, a vontade de praticar o halterofilismo falou mais alto.

A dedicação aos treinos ficou cada vez mais rigorosa nos últimos anos. Agora, Waldmann busca participar das competições na modalidade supino categoria até 83 quilos.

Ele realiza até três treinos por semana na academia instalada no 14º BPM, mas já chegou a ir cinco vezes.

“Quando eu vou para as competições, não vou para competir com os outros. Eu acabo competindo comigo mesmo e é preciso persistência para se superar. Eu pratico uma doutrina rigorosa de treinos e com isso consigo superar cada dia mais as minhas marcas”, destaca.

Um treino básico do sargento dura, no mínimo, uma hora. Além de levantar peso, realiza treinos aeróbicos, importantes para melhorar a performance durante as provas.

Ele lembra que já ocorreu de não conseguir chegar no peso.

Preparação para o Sul-brasileiro

Waldmann destaca que praticar o halterofilismo trouxe vantagens para a sua vida.

Além de melhorar a autoestima e a saúde, o policial militar conta que fez muitas amizades durante as competições que participa. Geralmente, ele disputa as provas contra PMs de Santa Catarina e de outros estados.

Nas últimas quatro competições que participou, o sargento conseguiu subir ao pódio. Na última, disputada em São Bento do Sul, ele ficou em segundo lugar.

Agora, ele deixa de disputar apenas com companheiros de farda para buscar novos desafios.

Waldmann conseguiu o segundo lugar na sua categoria em uma competição em São Bento do Sul | Foto: Arquivo Pessoal/OCP News

“O meu objetivo é participar do Sul-brasileiro. Neste ano, eu vou pegar uma sequência de provas para poder participar da competição. O máximo que consegui levantar foi 120 quilos, mas estou trabalhando para chegar nos 130 quilos”, comenta o sargento.

Waldmann lembra que vai demorar para chegar nos 130 quilos, mas destaca que vai precisar de tempo para atingir essa meta.

O policial militar vai continuar o treinamento árduo para conseguir mostrar o seu potencial no supino.

 

Receba no seu WhatsApp somente notícias sobre Segurança Pública da região (Trânsito, Operações Policiais. etc...):

Telegram