No comando de Santa Catarina desde esta terça-feira (27), a governadora interina Daniela Reinehr começa a conhecer mais de perto as medidas de enfrentamento à Covid-19. Em sua primeira entrevista como chefe do Executivo estadual, ela deixou claro que irá seguir diretrizes do Ministério da Saúde, ao mesmo tempo que defende a retomada econômica.

 

 

 

“Santa Catarina não pode parar. Essa é uma máxima que eu passei ao colegiado. Precisamos ser resilientes e não causar traumas. O foco desse Governo é a retomada da economia de forma responsável, preservando a vida dos catarinenses e recolocando Santa Catarina no caminho do pleno desenvolvimento, trazendo de volta a credibilidade que o nosso Estado precisa ter diante dos investidores e de quem quer vir para cá”, complementou.

A primeira mulher a comandar Santa Catarina é contra mais medidas restritivas e entende que o médico é que deve cuidar do paciente.

“Os decretos podem ser analisados. O meu compromisso é não ser a regra mais restritiva. Precisamos avaliar cada caso. Florianópolis está tendo um avançar da doença. Temos que isolar os doentes, não os saudáveis. Existem padrões de segurança que precisam ser avaliados. Eu defendo que o médico é quem deve cuidar do paciente. As pessoas devem procurar o médico a partir de qualquer sintoma”, destacou Daniela Reinehr.

Matriz de Risco

De acordo com os dados da Secretaria de Estado da Saúde, a matriz de risco epidemiológico de Santa Catarina, divulgada nesta quarta-feira (28) revela que oito regiões se encontram no nível Grave (laranja) de risco para a Covid-19, enquanto as outras oito em nível Alto (amarelo). Não há regiões em nível gravíssimo.

 

Confira no mapa

 

Números da Covid

Em Santa Catarina, há 249.899 casos confirmados de Covid-19, sendo que 235.777 estão recuperados e 11.063 continuam em acompanhamento. O número foi divulgado nesta terça-feira (27) pela Secretaria de Estado da Saúde. A doença respiratória causou 3.059 mortes no estado desde o início da pandemia. Esses números colocam a taxa de letalidade em 1,22%.

 

Já foram confirmados casos em todos os 295 municípios catarinenses e 232 cidades registraram pelo menos um óbito. O local com a maior quantidade de pessoas que já contraíram Covid-19 é Joinville, que soma 24.173 casos. Em seguida, estão Florianópolis (19.010), Blumenau (13.567), São José (11.167), Itajaí (8.638), Palhoça (8.080), Balneário Camboriú (7.880), Criciúma (7.802), Chapecó (7.603) e Brusque (6.143).

Dos 1.489 leitos de UTI existentes pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em Santa Catarina, há 892 ocupados, sendo 217 por pacientes com confirmação ou suspeita de infecção por coronavírus. A ocupação é de 59,9% e há 597 leitos livres atualmente.