A governadora interina Daniela Reinehr (sem partido) está determinada a construir um governo que seja pautado pela harmonia entre os poderes, que tenha maior aproximação com Brasília e que esteja pronto para ajudar Santa Catarina na retomada do desenvolvimento econômico.

 

 

Essas premissas foram expostas durante à primeira entrevista coletiva realizada nesta terça-feira (27), no mezanino do Teatro Pedro Ivo, anexo ao Centro Administrativo, minutos depois de assumir definitivamente o comando do Executivo estadual, após o afastamento de Carlos Moisés dentro do processo de impeachment.

Antes de falar com os jornalistas, Daniela presidiu a primeira reunião do secretariado, no próprio teatro Pedro Ivo. O objetivo, segundo Reinehr, é criar um clima de harmonia para ajudar Santa Catarina a superar o período de instabilidade política.

“Hoje começamos uma nova fase. É um novo capítulo de uma história que começou a ser escrita há dois anos quando chegamos a esse Governo. Uma das minhas diretrizes é estabelecer um canal eficiente de comunicação tanto com os órgãos internos quanto com os órgãos externos. Austeridade, simplicidade, integração, diálogo, eficiência, desenvolvimento e legalidade são compromissos desse Governo”, afirmou a governadora em exercício.

 

Secretariado

Durante a reunião de colegiado, Daniela Reinehr apresentou o seu novo chefe da Casa Civil, o general Ricardo Miranda Aversa, da reserva remunerada do Exército brasileiro. Ela contou que mudanças poderão ocorrer no primeiro escalão de Governo, inclusive com a participação de deputados no governo. “Vejo bons nomes na Assembleia que podem ajudar o governo”, sinalizou.

Daniela, porém, antecipou que todas mudanças acontecerão conforme a necessidade, de maneira tranquila e ordenada, com o intuito de não gerar descontinuidade dos serviços prestados à sociedade catarinense.

Covid-19

A governadora interina também falou que pretende dar continuidade às obras em andamento e seguir diretrizes do Ministério da Saúde no enfrentamento à pandemia de Covid-19. Ela falou sobre a importância da retomada econômica e da preservação da vida no período pandêmico.

“Santa Catarina não pode parar. Essa é uma máxima que eu passei ao colegiado. Precisamos ser resilientes e não causar traumas. Situações que estão dando certo serão mantidas e aprimoradas. Precisamos aprender também com situações que não foram bem vistas e melhorá-las. O foco desse Governo é a retomada da economia de forma responsável, preservando a vida dos catarinenses e recolocando Santa Catarina no caminho do pleno desenvolvimento, trazendo de volta a credibilidade que o nosso Estado precisa ter diante dos investidores e de quem quer vir para cá”, complementou.

A governadora interina também deixou claro de que é contra mais medidas restritivas e que os decretos já publicados precisam ser revistos. “Os decretos podem ser analisados. O meu compromisso é não ser a regra mais restritiva, as prefeituras têm essa autonomia. É uma situação incerta, hoje temos mais diretrizes do que no início da pandemia. A minha intenção é de prevenção, cuidado, sem prejudicar o setor econômico”, declarou a governadora.

Agradecimento

Ao final da reunião, ela agradeceu aos secretários pela compreensão com esse momento de transição no Estado, que estão trabalhando por Santa Catarina e também com a possível alteração em alguns cargos. Houve uma oração com pedido de união e pelo bem dos catarinenses.

Daniela Reinehr também agradeceu familiares, amigos e a equipe do gabinete da vice-governadoria, além da sua defesa no processo do Tribunal Misto de Julgamento.

* Com informações da Secom

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp