Mayara Inês Colzani, 25 anos, é militante desde a adolescência quando ingressou no movimento secundarista, em 2008. Ela fez parte da Ujes e hoje atua no centro acadêmico de veterinária. Foi vendedora e atualmente só estuda.

Por que quer ser deputada estadual?

O Brasil vive um momento importante. Os votos nulos lideram as pesquisas, pois jovens e trabalhadores estão desiludidos com as instituições, o que está correto. Sou candidata porque também acredito que todo o sistema está podre e, por isso, devemos utilizar esse espaço para discutirmos o que fazer e ser um ponto de apoio nas suas reivindicações.

Qual é a sua principal bandeira? Por quê?

Quero ser um ponto de apoio das reivindicações dos jovens e trabalhadores e na luta contra o sistema capitalista. O desemprego entre a juventude brasileira já chegou a 30%. Nossas escolas estão sendo fechadas. A educação pública está sendo completamente destruída pela reforma do Ensino. As universidades estão sucateadas. Mas nós jovens estamos dispostos a lutar para mudar essa situação.

Leia mais:

Maurício Peixer quer ser o deputado estadual para buscar recursos para a região

Marilisa Boehm quer defender os interesses dos trabalhadores na Alesc

Marcos Soares quer ser deputado estadual para fortalecer o liberalismo econômico