O governo do Estado está fazendo a análise do levantamento para a conclusão das obras de construção da escola de ensino médio Darci Franke Welk, no bairro Tifa Martins, em Jaraguá do Sul.

Segundo a assessoria de comunicação da Secretaria de Estado da Educação (SED), o documento, que contém dados sobre a situação atual da obra e o orçamento necessário para sua conclusão, está sendo analisado por um engenheiro do Deinfra que atende à SED na região.

O gerente regional de Educação no município Fernando Alflen, relata que no início do ano, quando ainda estava em atividade, a Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) do município fez um levantamento que apontou a necessidade de mais R$ 1,017 milhão para concluir as obras de construção da escola.

Foto: Eduardo Montecino/OCP News

Conforme o gerente, esse orçamento foi encaminhado ao governo do Estado, para análise do setor de infraestrutura da SED. O documento relata o estado atual da obra, que chegou a ser 90% concluída.

Além de prever a verba necessária para conclusão do prédio, o orçamento também prevê investimentos adicionais para obras complementares, como pintura e limpeza das partes danificadas pelo tempo, informa Alflen.

Também está prevista a compra de fiação elétrica e outros itens da obra que foram furtados ao longo do tempo. “Foram feitos mais de 10 boletins de ocorrência de furto”, conta o gerente.

Foto: Eduardo Montecino/OCP News

Ele explica que este levantamento está sendo analisado pela equipe da Secretaria de Estado da Educação, que está fazendo a conferência do que está sendo solicitado e o orçamento.

Finalizada esta etapa, será a vez de o setor jurídico fazer a análise, para que então a Secretaria possa lançar o edital de licitação para o fim da obra. O gerente explica que todo o processo está sendo conduzido diretamente pelo governo do Estado.

A assessoria de comunicação da pasta confirma que, após o levantamento pelo engenheiro local, deverá ser feita a licitação para o término da obra.

Oito anos em construção

De acordo com o contrato da obra, disponível para consulta no Portal da Transparência do Estado, a construção da escola começou ainda em 2011, no dia 30 de novembro.

Desde então, 12 termos aditivos de contrato foram assinados e o prazo de entrega, previsto originalmente para 22 de fevereiro de 2013, foi adiado para 24 de junho de 2018.

Além do prazo, também o custo da obra aumentou ao longo dos quase oito anos desde o início dos trabalhos. No contrato, o valor inicial era de R$ 6,019 milhões, passando para R$ 8,6 milhões.

Foto: Eduardo Montecino/OCP News

Desse valor, R$ 8,3 milhões aproximadamente foram executados e pagos, ainda conforme as informações do Portal da Transparência, faltando cerca de R$ 300 mil para o término da obra.

Capacidade para até mil alunos

O terreno para a construção da escola foi doado pela Prefeitura Municipal e conta com aproximadamente cinco mil metros quadrados de área construída. A unidade atenderá apenas as séries do ensino médio e terá capacidade para abrigar até mil alunos.

O local contará com biblioteca, cinco laboratórios, 12 salas de aulas, centro esportivo e cultural, auditório, refeitório e cozinha.

Cedup

Outra obra que também aguarda conclusão é a do Cedup (Centro de Educação Profissional), em Guaramirim. Realizada em parceria entre município, Estado e União, ainda é preciso concluir etapa burocrática para o funcionamento da unidade.

Em abril, a Prefeitura do município publicou a lei que repassa o terreno onde o Cedup foi construído para o Estado. A transferência é necessária para que o Estado possa fazer a última prestação de contas, ao governo federal.

Foto: Eduardo Montecino/OCP News

Além disso, a gestão estadual ainda precisa comprar a mobília do espaço, cujo orçamento estimado é de R$ 1,5 milhão.

Segundo informações da Procuradoria-geral de Guaramirim, o governo do estado precisa fazer um decreto, formalizando o recebimento da doação do terreno. Porém, o Município ainda não teria recebido nenhum posicionamento do Estado até o momento.

Sobre novidades no processo, a assessoria de comunicação da Secretaria de Estado da Educação ainda não tinha informações até o fechamento da edição.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger