Nas últimas semanas, o nome do caminhoneiro e apoiador do governo de Jair Bolsonaro, Zé Trovão, foi um dos assuntos mais comentados na internet. O motivo é porque o caminhoneiro publicou diversos vídeos criticando o Supremo Tribunal Federal (STF) e convocando a população para participar dos atos a favor do presidente no dia 7 de setembro de 2021.

Além disso, ele também foi um dos principais pilares de articulação de um protesto de caminhoneiros realizado após as manifestações do dia 7 de setembro. Anteriormente, já havia deixado o Brasil antes de um mandado de prisão ser expedido pelo STF.

Mas o nome de Zé Trovão segue dando o que falar nas redes sociais. Segundo uma publicação que está sendo compartilhada na internet, Zé Trovão não seria um caminhoneiro de verdade. De acordo com a mesma publicação, o apoiador de Bolsonaro nem teria carteira de habilitação e muito menos um caminhão.

O site #Boatos.org investigou as versões apontadas nas mensagens que circulam na internet:

Versão 1: “ATÉ O LÍDER É FAKE. Zé Trovão, ‘líder dos caminhoneiros’, não é habilitado e não tem caminhão”.

Versão 2: “Zé Trovão não tem caminhão e não consta no Detran, registro de habilitação para a categoria. Personagem, criação do Agro. Milicianos farsantes”.

As versões viralizaram nas redes sociais, principalmente no Facebook e no Twitter, gerando diversos comentários e compartilhamentos. Porém, toda essa história não é real. Segundo o site apurou, não há nenhuma prova de que isso seja verdade, muito pelo contrário, sobram provas do oposto.

Em uma matéria da BBC, que foi publicada no dia 9 de setembro, é possível ver que Zé Trovão trabalhava como autônomo e que hoje trabalha como celetista em uma empresa.

Quando amigos apoiadores de Zé Trovam viram que a esta história falsa estava repercutindo muito nas redes sociais, fizeram um vídeo que mostra diversas situações onde o caminhoneiro aparece dirigindo, trabalhando e em outras situações do dia a dia da profissão.