Dos R$ 33 milhões pagos pelo Governo de Santa Catarina por 200 respiradores, apenas R$ 483.170,05 foram encontrados nas contas da empresa Veigamed. O bloqueio havia sido determinado pela juíza Ana Schmidt Ramos, da 1ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Florianópolis.

A informação foi confirmada pelo deputado Bruno Souza (NOVO), autor do requerimento à Justiça. O pedido de bloqueio junto ao Banco Central (BC) foi decretado após a publicação do caso pelo site The Intercept Brasil.

 

 

O governo pagou os R$ 33 milhões antecipados, mas sem garantias da entrega em um processo cercado de irregularidades. Os equipamentos ainda não chegaram ao estado e o caso resultou no pedido de demissão do secretário Helton de Souza Zeferino.

Ele será substituído pelo médico André Motta Ribeiro, anunciado nesta segunda-feira (4) pelo governador Carlos Moisés (PSL).

 

Foto Studio OCP

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Mais notícias você encontra na área especial sobre o tema:

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp