Desenvolver relações saudáveis conosco e com os outros, seja em quaisquer ambientes, é algo fundamental para a conquista da qualidade de vida. Mas, primeiramente, é necessário sair do papel de passageiro e assumir o controle do banco do motorista da nossa vida. É possível aprender como tornar-se um líder de sua própria história, criando autorresponsabilidade pelos caminhos que decide percorrer e como será sua interação nos ambientes que frequenta.

Investir em relações saudáveis é fundamental para a conquista de qualidade vida. Para isso, é importante desenvolver o diálogo, elogiar e doar-se, mas diminuindo a expectativa de retorno. É se perguntar: “Como posso contribuir com minha presença única e autentica nos contextos em que vivo? ”.

Às vezes os caminhos da vida não coincidem com nossos desejos e expectativas, justamente o contrário. Mas não por isso, devemos abandonar nossos objetivos de renovação em um novo ano. Assim, a vida emerge, acontece e continua sem nos pedir permissão. A maneira como escolhemos passar por ela determinará nosso destino.

Algumas vezes podemos deixar que os problemas e conflitos deixem nosso olhar da vida amargo. Porém, a inteligência emocional e espiritual é fundamental para perdoar as falhas dos outros. Ela nos ajuda a seguirmos nosso caminho, sem tantas exigências sobre o que os outros ainda não têm a oferecer.

Proteger as emoções não significa ser indiferente a essas situações, mas sim não tomar para si todo o acontecimento, não viver a dor do outro. É preciso aprender a filtrar a negatividade, as agressividades, intolerâncias e incompreensões que nos rodeiam.

Nos dias atuais, sair do trabalho e chegar em casa exausto se tornou rotina na vida de muitas pessoas, como se não estivéssemos separando a vida em tempos. Nos sentimos culpados o tempo todo por não estarmos 100% focados. Assim, descansar ou mesmo separar um tempo para “não fazer nada” parece um grande desafio para pessoas de sucesso.

Às vezes, atendo pessoas orgulhosas de suas conquistas e destruídas pelas suas dores relacionais. Possuem casamentos destruídos, foram ou possuem filhos sem a presença de pais e possuem corações culpados pelo tempo que não volta mais.

Ter equilíbrio entre a vida pessoal e profissional pode parecer difícil em um mundo que vende a fórmula do sucesso a todo custo, mas existem dicas que podem ajudar você a alcançar um sucesso equilibrado e integral.

Para não levar trabalho para casa, não basta apenas deixar o computador ou os papéis no trabalho, é preciso que lá fique também as preocupações, problemas ou mesmo soluções, para que no dia seguinte possa retomá-las no tempo destinado a elas, que é durante a jornada de trabalho.

Muitos podem pensar: “Bom, falar é fácil. Mas e fazer isso? Esse é o passo mais difícil!”. Eu mesma admito que tive noites mal dormidas, dominada por preocupações. Quem nunca? A questão é pensarmos a frequência com que isso acontece?

Ninguém pode convencer o outro a mudar sua forma de sentir os acontecimentos e fatos ocorridos no dia a dia. Cada um de nós guarda uma porta da mudança que só pode ser aberta a partir de dentro.

Forçar os outros a mudar, exigindo que se comportem de maneira diferente, geralmente não funciona. A verdadeira mudança não é por obrigação ou para agradar aos outros, mas porque sente-se no interior uma necessidade real de mudar.

Precisamos de equilíbrio interior, e também de limites, assim não somos engolidos pelas obrigações profissionais e por não ter tempo para as atividades pessoais. No entanto, como fazer isso em contextos que todos agem diferentemente?

Confira algumas vivências que podem contribuir para a busca de um novo começo, com hábitos renovados e comportamentos mais saudáveis:

1 - Determine seus objetivos profissionais e prioridades relacionais consigo mesmo e com os outros

A autoavaliação pode contribuir para quem busca obter um equilíbrio entre profissão e vida pessoal, podendo ser impulsionada por uma oportunidade de recomeço, como o início de um novo ano. Acho incrível esta tradição, pois estamos mais abertos para acreditarmos que tudo é possível.

Traçar metas, estabelecer objetivos e prioridades, pode ajudá-lo a conciliar suas necessidades e interesses.

Esta autoavaliação, pode auxiliá-lo a mensurar seu tempo de prioridade:

  • Quanto tempo você dedica para seu autocuidado, hobby e diversão?
  • Quanto tempo você dedica para seu desenvolvimento intelectual?
  • Quanto tempo você dedica para sua inteligência emocional e espiritual?
  • Quanto tempo você dedica para sua família?
  • Quanto tempo você dedica para seu relacionamento amoroso?
  • Quanto tempo você dedica ao trabalho?

2 - Faça um planejamento equilibrado entre trabalho x vida pessoal

Planeje suas atividades para que elas não interfiram negativamente umas nas outras.

Gerencie sua rotina de trabalho de forma que não interfira no tempo e energia dedicada aos seus momentos conexão consigo mesmo, a sua família ou aos seus amigos.

3 – Busque estar centrado para melhores decisões

Outra vivência importante é aprender técnicas de autodesenvolvimento, que tem como base o “centramento” ou o “esvaziamento da mente”.

Trata-se de uma abordagem que inclui as mais avançadas técnicas de PNL (Programação Neurolinguística), integradas com processos de Hipnose e Transe. Para atingir novos comportamentos, são transformadas as formas de pensar, sentir e agir, através de exercícios de corpo-mente altamente eficazes.

Com eles, é possível ajudar as pessoas a promover uma transformação interior. Portanto, para praticar o exercício em si, é fundamental que a pessoa entre num estado de aquietação da mente. Isso quer dizer que precisa estar de olhos fechados, sentada ou deitada confortavelmente, prestando atenção na respiração.

É importante realizar este exercício todos os dias, incorporando-o, sempre que possível, após o momento de Meditação, oração e ou de relaxamento.

Na prática, faça assim: de olhos fechados e em silêncio, procure aquietar sua mente. Uma meditação ou um ritual espiritual que lhe traga calma poderá ser muito útil para esse estado, que na abordagem generativa chamamos de estado de presença.

4 - Programe seu dia do jeito que você gostaria que ele fosse

Após entrar no estado de relaxamento, como mencionado na técnica de centramento, mentalize seu dia da maneira como gostaria que ele fosse, do início ao fim. Independente se ficará em casa, no trabalho ou estará em uma viagem, mentalize todas as atividades necessárias até o término do dia, com os desafios a serem superados, assim como as pequenas metas do dia. Dê pequenos passos numa linha imaginária em direção ao final do dia, trazendo para essa visualização riqueza de detalhes, incluindo os ritos diários (café da manhã, almoço, jantar, telefonemas, compromissos com a família, exercícios, etc). Perceba se existem barreiras ou paradigmas que podem lhe impedir de alcançar o estado desejado. Se sim, não as force, mas sim aceite as imagens e sensações que vêm, isso é importante para seu autoconhecimento. É como se você pudesse conviver com elas, mas sem deixar que o paralisem. Pergunte de forma intuitiva ao seu corpo quais seriam os recursos criativos para lidar com essas barreiras. Ao mesmo tempo, experimente a sensação da meta realizada, sinta a leveza da alma, como vai ser bom quando o seu dia terminar do jeito que você o programou.

Revise o caminho do início ao fim, cheque se precisa incorporar alguma mudança. Em caso negativo, já pode abrir os olhos, se levantar e dar o primeiro passo (agora para valer!) e fazer o seu dia acontecer da maneira como programou.

Os exercícios de visualização são recursos poderosos dentro do processo generativo e sistêmico, pois percebemos que podemos recriar nossa rotina se pensarmos criativamente.

Para realmente conquistar o poder de criar uma vida mais saudável, é importante incluir na nossa rotina diária (ideal) – ou a cada dois dias (aceitável), ou pelo menos uma vez por semana (mínimo) – um ritual para que, em determinado momento, tenhamos de fato um compromisso conosco, apesar de todas as tarefas e afazeres do dia a dia.

É um tempo precioso, no qual entramos em contato com a nossa intimidade e criatividade. Assim, temos a oportunidade de perceber a própria respiração, energia e todas as sensações de nosso corpo. Assim, conseguimos nos conectar com algo maior que nós.

Desejo que estes conhecimentos compartilhados, sejam recursos que possam ser aplicados em suas vidas.

Josiane Ferreira

www.josianeferreira.com

Terapeuta Sistêmica, Treinadora Comportamental e parceira do Jaraguá Mais Saudável.

Mestre em Gestão Ambiental e Auditoria.

Coaching Integrativo Sistêmico e Generativo.

Certificação em Jornada do Herói e Modelo de Validação Humana.

Certificação em Transe Generativo e Panorama Neurosocial.