Influx: conheça os métodos para estimular o cérebro em inglês

Foto:Pixabay

Por: Elissandro Sutil

28/10/2022 - 14:10

Uma rotina de estudo faz com que o cérebro memorize mais facilmente e melhore o entendimento da gramática, da escrita e da pronúncia do inglês.

Ao aprender um novo idioma, é fundamental estimular o cérebro para que ele se habitue com a possibilidade de dizer o que ele já conhece na língua materna em outro idioma. O estudante deve constantemente praticar para que a absorção de conhecimento seja obtida de forma adequada e rápida.

Resultados efetivos dependem da combinação de diversos fatores e, para o estudo de uma língua estrangeira como o inglês, não seria diferente. Se não houver atenção e dedicação, o aprendizado tende a ser mais lento. Dessa forma, uma boa técnica é estabelecer metas semanais para inserir novos vocabulários e exercitar o idioma.

“É fundamental para o estudante ter uma rotina de estudos, pois nosso cérebro precisa de uma repetição espaçada, um contato constante com o que foi aprendido para que o conteúdo seja de fato assimilado. Com um cronograma adequado, ele passará a entender que naquele momento o aluno precisa de atenção e concentração para melhorar o aprendizado. E aos poucos o organismo se acostumará”, explica a gerente pedagógica da rede inFlux, Bruna Lubel.

“Pesquisas mostram que precisamos ter pelo menos sete pontos de contato com o que aprendemos em inglês para que possamos de fato memorizar e, efetivamente, usar o que foi aprendido”, continua.
Vale lembrar que o inglês costuma ser a primeira língua estrangeira estudada pela maioria das pessoas.

A partir do momento em que se aprende uma segunda língua, ainda é possível para o cérebro conseguir absorver com mais facilidade os idiomas seguintes.
“É preciso desmistificar o senso de que estudar demanda muito tempo e não pode ser prazeroso. Estudar inglês não precisa ser desgastante e pode ser integrado ao dia a dia de maneira simples. Quando o aluno perceber isso, a rotina de estudos será muito mais fácil de ser seguida”, diz Bruna.

Confira alguns recursos que podem auxiliar no estudo do Inglês:
Podcasts – Opções de podcasts e temas são o que não faltam atualmente. O aluno pode escolher o assunto que lhe for mais atrativo e escutar em qualquer lugar. Uma vantagem é a praticidade, já que é possível ouvi-lo no trânsito, no ônibus ou fazendo qualquer tarefa do cotidiano. É uma alternativa para aqueles que dispõem de pouco tempo ou precisam treinar a habilidade de compreensão auditiva.
Músicas – A maioria das pessoas tem o costume de ouvir músicas, o que torna essa forma de estudo uma das mais simples de ser inserida na rotina. Assim como os podcasts, as músicas funcionam para treinar a audição e aprender novas palavras e expressões, ainda é possível treinar a pronúncia ao cantar junto.
Filmes e séries com o áudio ou legenda em inglês ou ambos – As plataformas de streaming possuem diversos títulos, nos quais é possível ajustar o áudio ou a legenda para o inglês. O aluno pode tanto escolher mudar apenas um, enquanto o outro permanece na língua materna, ou ser mais ousado e assistir com ambos em inglês. Essa é uma boa estratégia para alunos de nível intermediário e avançado.
inFlux Mobile Trainer – No contexto de aplicativos, a inFlux oferece para seus alunos o inFlux Mobile Trainer, uma plataforma interativa que ajuda o estudante a melhorar todas as habilidades do inglês ou do espanhol. O aplicativo inclui reconhecimento de voz e inteligência artificial, indicadores de evolução das habilidades do idioma e feedback de performance imediato.
Lexical Notebook – A escola de idiomas também disponibiliza o aplicativo Lexical Notebook para o público em geral de forma gratuita. O App ajuda na memorização de Chunks (combinações de palavras) em inglês ou em espanhol. Com o recurso, o aluno registra os vocabulários que deseja lembrar e cria seu próprio caderno de estudos no celular.
Conversar com nativos – A atividade contribui para o desenvolvimento da pronúncia, da audição e, claro, da familiaridade com o novo idioma. Dessa forma, também será possível obter um maior entendimento do inglês no cotidiano dos nativos.
Ler livros – Para aqueles que são amantes da leitura, uma boa prática é ler livros em inglês. Começar com literatura com as quais já possui familiaridade é uma ótima forma de praticar a compreensão do idioma, o que, consequentemente, vai melhorar a escrita, além de auxiliar no aprendizado de novos vocabulários.

Sobre a inFlux

Com mais de 150 franquias pelo Brasil, e mais de 50 mil alunos, a inFlux Escola de Idiomas está presente em 18 estados e no Distrito Federal. A escola de idiomas é reconhecida por oferecer a garantia do domínio do inglês mais rápido.

A metodologia eficaz permitiu a criação do Compromisso de Aprendizado inFlux, uma garantia de que em dois anos e meio o aluno alcança 700 pontos ou mais no TOEIC® (Test of English for International Communication), um dos testes de proficiência mais reconhecidos no mundo. Vale ressaltar que essa pontuação equivale ao cargo de diretoria de muitas empresas multinacionais.

Caso os 700 pontos não sejam alcançados ao término do curso, a inFlux garante o estudo gratuito do aluno até alcançar essa pontuação. Há mais de 15 anos no mercado, a marca, criada em Curitiba, capital do Paraná, conquistou 12 vezes seguidas o título de Destaque de Excelência em Franchising pela Associação Brasileira de Franchising (ABF).

Com esse resultado, a franqueadora paranaense se torna a rede mais premiada da década pela ABF, sendo a única do País a ganhar o prêmio por mais de oito vezes. Além disso, recebeu o Selo 5 estrelas do prêmio Melhores Franquias do Brasil 2018, 2019, 2020 e 2021.

Onde encontrar:

R. Henrique Piazera, 77 – Centro, Jaraguá do Sul – SC, 89252-060

Site: influx.com.br/

Instagram: @influxbr/

Facebook: /inFluxBrasil

Linkedin: /influx-english-school

Notícias no celular

Whatsapp