A Secretaria de Saúde de Brusque recebeu, nesta quarta-feira (15), a confirmação de mais um caso de sarampo na cidade. Este é o segundo em menos de uma semana, após o município não registrar a doença por mais de 20 anos. A paciente, uma jovem de 18 anos, moradora do bairro Rio Branco, apresentou os primeiros sintomas no final de novembro do ano passado, quando já foi medicada. Ela não corre nenhum risco.

O outro caso foi de um menino de um ano e dois meses, que vive no bairro Dom Joaquim. Os pacientes contraíram a doença em 2019, porém somente agora saiu a confirmação pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (Dive).

Como medida preventiva, a Prefeitura de Brusque procedeu com os chamados “bloqueios de contenção”, nos quais técnicos realizam vacinação, orientação e monitoramento, impedindo que a doença se alastrasse para outras pessoas do círculo de convívio dos pacientes. Segundo a diretora de Vigilância em Saúde da Prefeitura, enfermeira Alícia Maria de Andrade Fagundes, neste momento não há nenhum caso suspeito sob investigação no município.

 

“Queremos tranquilizar a população que no ano passado tivemos 15 casos suspeitos, e apenas dois que foram confirmados agora no início de 2020. Os demais já foram descartados. Porém, reforçamos que o vírus do sarampo está circulando em todo o Brasil, e há registro em cidades vizinhas, portanto a única forma de prevenção é a vacina”, esclarece.

 

 

Em Brusque, todas as unidades básicas de saúde com sala de vacina têm estoque do imunológico contra o sarampo. O morador deve se dirigir até o local com a carteira de vacinação para verificação e, se estiver faltando a dose, o enfermeiro já realiza a imunização imediatamente.

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul

Facebook Messenger