Neste domingo (28), o prefeito de Blumenau, Mário Hildebrandt (Podemos), assinou um novo decreto que estabelece restrições para enfrentamento à Covid-19. A medida tem como objetivo desacelerar o contágio e, consequentemente, o encaminhamento de casos graves para os hospitais da cidade.

Atualmente, a taxa de ocupação de UTI em Blumenau está em 93,9%, com 62 dos 66 leitos disponíveis preenchidos por pacientes com confirmação ou suspeita da doença. O decreto tem validade de cinco dias úteis, a partir desta segunda-feira (1º), podendo ser prorrogado em caso de necessidade.

 

 

Confira o que prevê o decreto

  • Transporte coletivo: no próximo sábado (6), o serviço funciona até as 14h30. Após este horário, a concessionária oferecerá apenas linhas exclusivas para trabalhadores da saúde. A retomada das linhas municipais ocorrerá a partir das 3h de segunda-feira (8).
  • Parques e praças públicas: proibidos/fechados.
  • Área Azul: no próximo fim de semana, dias 6 e 7, não haverá cobrança de estacionamento rotativo.
  • Supermercados, mercados, mercearias, açougues, peixarias e feiras livres: deve haver controle fixo na entrada, com informação em local visível do número de pessoas que estão no estabelecimento de acordo com a capacidade limite. Há recomendação para que as compras sejam feitas por apenas uma pessoa por família e acesso preferencial de idosos das 8h às 10h.
  • Academias de ginástica, estúdios de dança, escolas de natação e afins: proibido funcionamento das 22h às 6h.
  • Restaurantes, lanchonetes, pizzarias, bares, cafeterias, padarias e afins: funcionamento limitado das 6h às 23h para consumo no local, com recebimento de novos clientes até 22h. Após às 23h, somente delivery.
  • Lojas de conveniência, inclusive em postos de combustíveis, e tabacarias: funcionamento limitado das 6h às 22h.