A Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade (SIE) realizou na manhã desta segunda-feira (8) uma reunião para tratar sobre a manutenção das Pontes Pedro Ivo Campos e Colombo Machado Salles. Após a soltura da junta de dilatação do último sábado (6) foi definido que a empresa executora da obra, Cejen Engenharia, será advertida e receberá uma multa equivalente à retenção de pagamento de 10% do valor da fatura mensal por atraso do cronograma.

A Secretaria também estabeleceu um plano de monitoramento após o serviço paliativo realizado na Ponte Pedro Ivo Campos, no sábado. Além disso, uma estrutura será montada para dar pronta resposta em caso de nova ocorrência.

Passadiço foi colocado sobre a peça que soltou no sábado | Foto Secom/Divulgação

O plano consiste em manter materiais e equipamentos no local para ação imediata, se necessário, e tem como objetivo minimizar o tempo de espera para a correção. Também foi estabelecido um canal de comunicação próprio com a Polícia Militar para acompanhamento de qualquer incidente.

"Fizemos uma reunião junto às empresas para tentar acelerar uma solução definitiva para as Pontes Pedro Ivo e Colombo Machado Salles. Também criamos estruturas provisórias para dar uma rápida resposta em caso de necessidade, porque nosso objetivo é garantir a mobilidade", afirma o secretário adjunto da Infraestrutura e Mobilidade, Thiago Vieira.

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito: 

WhatsApp  

Telegram  

Facebook Messenger