No ano da pandemia de Covid-19, dezembro já pode ser considerado o mês mais crítico, registrando recordes que ultrapassaram os meses anteriores.

Analisando o Informe Epidemiológico deste domingo (20) e o do dia 20 de novembro, foram notificados 7.038 infectados pelo coronavírus e 65 óbitos até então, uma média de duas mortes por dia, neste intervalo de um mês.

Novembro, quando os números voltaram a ser alarmantes, por exemplo, encerrou com 3.830 novos casos de Covid-19. O número de novembro já havia ultrapassado agosto, considerado até então o mês do pico da pandemia na cidade, quando foram naquele mês 2.305 novos casos confirmados.

Óbitos

Dezembro nem encerrou, mas também já bate recorde no número de mortes: 65, superando agosto, que liderava, quando foram 35 óbitos somente naquele mês, mais que o dobro do que o registrado em todos os então meses anteriores.

Hospitalizados

Em relação ao número de hospitalizados, dezembro chegou a registrar quase 200 pacientes no geral e ainda obteve lotação máxima em leitos de UTI. Hoje, por exemplo, são 163 hospitalizados em decorrência do coronavírus, 64 deles em leitos de UTI.

Em 20 de novembro, assim que começou a aumentar os dados da pandemia, eram 124 hospitalizados, 41 na terapia intensiva, número já considerado alto.

Casos ativos

A notícia confortante, apesar dos números alarmantes, é em relação ao número de curados e de casos ativos, que não sofreu alteração significativa neste período.

Hoje são 1.361 infectados ativos contra 1.233 há um mês. De 9.586 casos confirmados em 20 de novembro, 8.236 estavam curados.

Hoje são 16.624 notificações e 15.084 recuperados da doença.

Informe Epidemiológico - 20 de novembro

Informe Epidemiológico - 20 de dezembro (mais três óbitos foram notificados após o fechamento)

Leia também

 

 

 

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Mais notícias você encontra na área especial sobre o tema:

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul