O mês de novembro encerra com 3.830 novos casos de Covid-19, em Criciúma. O número ultrapassa agosto, considerado até então o mês do pico da pandemia na cidade, quando foram naquele mês 2.305 novos casos confirmados.

Os dados foram analisados do dia 1º deste mês até esta segunda-feira, último dia de novembro, com base nos informes epidemiológicos emitidos pela Vigilância em Saúde do município.

Hospitalizados

O mês começou com 31 hospitalizados, com ou sob suspeita de contaminação pelo coronavírus, e se despede com 189 pacientes, seis vezes a mais e o recorde registrado até então.

Novembro iniciou com 110 óbitos e encerra com 131 mortes em decorrência da doença, ou seja, 21 delas nesses 30 dias.

Só não supera agosto, quando foram 35 mortes somente nesse mês, mais que o dobro do que o registrado em todos os então meses anteriores.

O número de infectados ativos passou de 208 para 1.362. O quadro de suspeitos, aguardando o resultado do exame, saltou de 192 para 1.117.

Em relação a curas, foram 2.655 recuperados neste mês de novembro. Os números saltaram mais da metade do mês para cá.

Informe Epidemiológico - 1º de novembro

Informe Epidemiológico - 30 de novembro

 

Leia também

 

 

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Mais notícias você encontra na área especial sobre o tema:

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul