Prefeitura de Florianópolis quer desconto na fatura de esgoto dos moradores da Lagoa da ConceiçãoA Casan emitiu nota de esclarecimento onde contesta a informação de que a espuma amarela que surgiu na Lagoa da Conceição em Florianópolis, tenha sido provocada pelo extravasamento de esgoto. Para a Companhia, estudo apontam que o fenômeno tem a ver com proliferação de algas gerada por uma combinação de fatores.

 

 

A prefeitura de Florianópolis mutlo a Casan em mais de R$ 3 milhões por cohta da poluição em um dos maiores cartões postais de Florianópolis.

Confira a íntegra da nota da Casan:

“A CASAN esclarece à população que, diferente do que vem sendo divulgado, não é possível afirmar que o Sistema de Esgotamento Sanitário seja a causa das espumas avistadas na Lagoa da Conceição nos últimos 10 dias.

À rachadura localizada terça-feira de manhã, dia 19, no fundo de uma Caixa de Inspeção, não pode ser atribuído um fenômeno que, segundo biólogos, deve-se à proliferação de algas gerada por variáveis como estiagem, vento e insolação em combinação ao esgoto irregular de imóveis que permanecem conectados de forma inadequada, como revelam os recentes dados do Floripa Se Liga na Rede/Grupo Sanear, conduzidos pela CASAN e pelo Município.

As ligações inadequadas são um desafio para as equipes de fiscalização e para a sociedade. Após quase 5 mil inspeções, o Programa constatou que 35% das edificações permanecem com alguma irregularidade, sendo que 769 delas de alta gravidade para o meio ambiente e a própria Lagoa.

Desde que as espumas começaram a ser percebidas na água, a CASAN aumentou o monitoramento e a inspeção de seu sistema, checando elevatórias de bombeamento, redes e a própria estação de tratamento. O ponto de fuga de esgoto foi localizado no fundo de uma caixa a 1 metro de profundidade, num local de difícil acesso, tendo a fissura 0,5 cm de espessura exigido o trabalho de mais de 12 horas de engenheiros, técnicos e maquinário especializado até alcançar o local específico da rachadura.

Portanto, é temerária qualquer avaliação precipitada, devendo-se aguardar laudos técnicos e o resultado de análises de laboratórios independentes, bem como realizadas pelos órgãos fiscais e técnicos competentes que estiveram no local, justamente porque a contribuição de esgoto irregular ainda é, infelizmente, muito alta.

Por fim, a Companhia lembra que o Sistema de Esgotamento Sanitário representa uma garantia de preservação ambiental da região, desde que aliado ao envolvimento e a colaboração de todos”.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp