Desde o dia 30 de agosto, as cidades de Criciúma, Treviso, Siderópolis, Nova Veneza e Forquilhinha testavam o aplicativo da Policia Militar de Santa Catarina (PMSC) para fazer chamados de emergência, sem precisar fazer ligações. Agora, nesta sexta-feira (22) o serviço foi oficialmente lançado para o estado.

Pelo "PMSC Cidadão", os catarinenses podem além de acionar a polícia, enviar fotos e vídeos para ajudar a corporação no andamento da ocorrência.

 

 

O aplicativo é gratuito e está disponível tanto para Android como para dispositivos iOS. Para utilizá-lo é necessário fazer um cadastro e por isso a PM acredita que o número de trotes vai diminuir.

O app é uma parceria da PM com o Ministério Público de Santa Catarina e o TJSC.

Botão de "pânico" para mulheres

Além das chamadas gerais, o aplicativo também conta com um botão de "pânico", para mulheres que tem medida protetiva e que estão em situação de risco.

Quem usar o aplicativo também pode receber feedback sobre atendimentos, acessar informações sobre a rede de proteção à vítima de violência doméstica, por exemplo, endereço de delegacias especializadas e receber comunicações da PM sobre segurança.

Como funciona?

  1. Baixe o App;
  2. Quando abrir, ele vai pedir o número do seu CPF, digite e vá para a etapa seguinte;
  3. Depois, você deve preencher o resto do cadastro, com nome completo, data de nascimento, sexo, nome da mãe, e-mail, telefone, endereço e foto;
  4. Em seguida, o aplicativo vai te enviar um link de confirmação por e-mail, entre e confirme;
  5. Agora, você já está cadastrado! É só abrir o App e colocar seu CPF novamente, que a seguinte tela vai aparecer:

Foto Reprodução aplicativo

Para fazer um chamado

  1. Clique no botão "emergência";
  2. Um mapa vai se abrir - você deve identificar onde está usando o alfinete de localização;
  3. Depois escolha no "Qual a sua emergência?" o que está acontecendo;
  4. Em seguida é preciso dar mais detalhes sobre a ocorrência e ela está registrada.

Também é possível conversar em tempo real com os policiais enquanto estes se deslocam até o local solicitado.

Fonte: G1