Em nota oficial, a Federação Internacional de Tênis (ITF) informou que a tenista Beatriz Haddad-Maia foi suspensa provisoriamente por ter sido flagrada no exame antidoping, realizado no WTA de Bol, na Croácia, entre os dias 3 e 9 de junho.

A brasileira, atual 99ª colocada do ranking mundial, testou positivo pelo metabólito de duas substâncias proibidas pela Agência Mundial Anti-Doping (Wada). Ela tem direito de exercer sua defesa para evitar a suspensão.

“A tenista Beatriz Haddad Maia recebeu com surpresa, na manhã desta terça-feira (23), a notificação do Programa de Anti-Doping da ITF que, em teste realizado no Croatia Bol Open, no mês passado, foi encontrado as substâncias SARM S-22 e SARM LGD-4033. A atleta esclarece que jamais procurou obter vantagem indevida, sempre respeitou o jogo limpo e que trabalhará na sua defesa para provar sua inocência”, disse o advogado da defesa Bichara Neto, por meio de nota oficial.

Brasileira em ação em Wimblebon | Foto Shaun Botterill/Getty Images

Natural de São Paulo, Bia tem oito títulos de simples e sete de duplas da ITF, além de dois de duplas da WTA. Nos tradicionais Grand Slams, seu melhor resultado foi chegar a segunda rodada de Wimbledon em 2017 e 2019, e Aberto da Austrália do ano passado.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

Telegram

Facebook Messenger

WhatsApp