Celso Rodrigues bem queria mais tempo para montar um time à sua maneira, mas não teve jeito. Dois dias após sua chegada, o treinador de 48 anos vai estrear no comando do Juventus, em uma partida que já é tratada com certa importância pelo clube para sequência da Série B do Campeonato Catarinense.

Pela largada do returno, o Tricolor enfrenta o Guarani nesta quarta-feira (11), às 20h, no estádio Renato Silveira, em Palhoça.

Leia também: Celso Rodrigues é anunciado como novo treinador do Juventus

Com o novo comandante, que assumiu o lugar deixado por Eduardo Clara, demitido após a derrota para o Barra no último domingo (8), o elenco juventino também se renova na expectativa de Rodrigues dar oportunidade para todos e manter atentos aqueles considerados titulares.

“É uma motivação a mais para os jogadores que não vinham tendo muitas chances. Perdemos um grande profissional (Clara) por culpa nossa e temos que mudar nossa atitude para melhorar o desempenho. Se quisermos brigar na parte de cima da tabela temos que encarar o espirito da competição e entender o mais rápido possível o que o professor (Rodrigues) quer para seguir sonhando com o acesso”, declarou o zagueiro e capitão Silvio Gomes, que retorna de suspensão, juntamente com o atacante Cristian Roque.

Tiago Amazonense segue como titular no meio-campo I Foto: Eduardo Montecino/OCP News

No primeiro momento, como ainda está conhecendo os jogadores e não teve tempo para realizar trabalhos táticos, Celso Rodrigues recorreu ao seu auxiliar Rafael Rocha para definir o time titular para o duelo contra Guarani.

A tendência é de que se repita a base utilizada no treino de terça-feira (10), com uma formação 4-1-4-1 quando ataca e 4-2-3-1 sem a bola.

Assim, a equipe inicia a partida com Iago; Marquinhos, Michel Carioca, Silvio Gomes e Leozinho; Anderson Pedra, Tiago Amazonense, Railson, Cristiano Roque e Wendel; Jonatas Obina.

Mesmo com poucas horas de atividades, o técnico mostrou um perfil detalhista, ajustando o posicionamento dos jogadores a cada momento e priorizando a posse de bola, principal característica dos seus times, segundo ele.

“O ideal seria ter uma semana de trabalho para mostrar aquilo que eu quero, mas vamos passar as informações dentro do possível. Temos um grupo bom e espero que entendam o mais rápido o que eu quero. Gosto muito de ter a posse de bola, com ocupação de espaço e marcação forte. São três variáveis muito importantes dentro do futebol e nos meus times”, destacou.

De olho na semifinal

O Camboriu teve a melhor campanha do turno e é o único que pode conquistar uma vaga direta à elite do futebol catarinense, caso também conquiste o título do returno.

Assim, os clubes 2º e 3º colocados na soma de pontos das duas fases se enfrentarão na semifinal em confronto eliminatório para decidir quem será o vice-campeão e ficará com a segunda vaga.

Para evitar essa somatória de pontos, o Juventus que foi 6º colocado na primeira metade precisa vencer o segundo turno para garantir uma vaga na semi. Caso isto não aconteça, a equipe dependerá de um grande número de pontos para se classificar pelo índice técnico.

Nas semifinais, o campeão do turno enfrentará o segundo melhor classificado no índice e o campeão do returno pega o time com maior pontuação.

“É uma competição muito difícil e prova disso foi a primeira fase muito equilibrada. As dificuldades serão ainda maiores no returno, mas vamos procurar trabalhar para que os jogadores assimilem nossa proposta e tenhamos sucesso no campeonato. Acreditamos que podemos chegar no acesso”, destacou o técnico Celso Rodrigues.

CLASSIFICAÇÃO DO TURNO:

VEJA TAMBÉM:

- Juventus é superado pelo Barra e fecha turno da Série B fora do G-4


ARTILHARIA:

6 gols – Railson
3 gols – Cristian Roque
3 gols – Wendel
1 gol – Silvio Gomes


TABELA:

1ª fase