Quando veio do Paraná para Santa Catarina, a jornalista e locutora Adriana Cardoso, trouxe consigo dois cães e acabou adotando mais um por aqui, que havia sido atropelado e estava precisando de um lar.

Depois de algum tempo, as duas fêmeas começaram a brigar como disputa por território. “Elas quase se mataram”, comenta a locutora. “Tentei separar e fim um monte de coisa, mas elas brigaram três vezes, muito feio”, completa.

Por isso, Adriana tomou a difícil decisão de doar Clara, a cachorrinha que está com dois anos e é castrada. Ela tentou em ONG's, mas não conseguiu, até que encontrou Maiara Alves, que agora abriga o animalzinho temporariamente.

Inspirada em uma campanha que viu na internet, a jornalista decidiu criar uma corrente do bem, em que através das redes sociais, busca um novo lar para Clara e depois para outros animais.

Como vai funcionar a campanha?

Uma foto com a protetora temporária Maiara e Clara foi publicada postada no Facebook. A ideia é que a foto seja compartilhada até conseguir um lar definitivo para a cachorrinha.

Você pode participar da campanha curtindo e compartilhando a foto nas suas redes sociais ou até mesmo adotando o bichinho.

Depois disso, outra pessoa, com outro cão já adulto e que precisa de uma casa, também terá sua foto postada e compartilhada da mesma forma.

Assim, a corrente do bem vai continuar e mais animais vão encontrar um lar. Esta é a ideia principal da campanha.

A frase tema a ação, “amor não tem raça e nem idade” está sendo estampada em camisetas que vão ser utilizadas na campanha, que tem como parceiras a Maiara Estética Pet e a Casa das rações Jaraguá.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito: 

WhatsApp  

Telegram  

Facebook Messenger