O programa Quero Mais Saúde, da Marisol, é um dos finalistas da premiação mundial Global Healthy Workplace Awards & Summit, que anunciará os vencedores em outubro, na Austrália. O prêmio reconhece os melhores programas do mundo voltados à saúde ocupacional.

O programa da empresa Jaraguaense oferece uma série de serviços e intervenções que têm melhorado o bem-estar dos 2,4 mil colaboradores da indústria das unidades de Jaraguá do Sul e de Pacatuba, no Ceará. O programa visa estimular hábitos saudáveis e conquistar mais qualidade de vida

 

 

Entre 2017 e 2018, a Marisol baixou de 14,2% para 3% o número de riscos de alto grau nos postos de trabalho. Em 2018, uma nova pesquisa para avaliar o impacto do programa revelou aumento no índice de bem-estar.

"Se acreditamos que há uma mudança no comportamento humano, que o consumidor não é mais o mesmo, precisamos entender que o colaborador da Marisol também não é mais o mesmo", destaca o presidente da empresa, Giuliano Donini.

Iniciativas pioneiras

Em 2018, a empresa investiu mais de R$ 1,1 milhão em saúde e segurança no trabalho. Cerca de R$ 60 mil foram investidos em projetos de humanização para o local de trabalho.

O orçamento para 2019 foi mantido e, além de dar continuidade ao programa Quero Mais Saúde Marisol, a empresa está investindo em equipamentos de proteção individual (EPI), ergonomia, manutenção do ambulatório corporativo (equipamentos, médicos, medicamentos, exames, etc.), ginástica laboral e atendimento odontológico.

 

 

O programa Quero mais saúde Marisol compreende projetos e ações, entre os quais a ginástica laboral, a vacinação, campanha, alimentação saudável, incentivo à prática de atividade física, assistência ambulatorial, investimento em ergonomia e outros.

A empresa é uma das pioneiras em implementar um amplo projeto de gestão de saúde corporativa, que vai além das obrigações legais em segurança e saúde no trabalho.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger