Preocupações financeiras e emocionais lideram as fontes de estresse com a quarentena provocada pelo novo coronavírus, segundo dados da pesquisa OCP que colheu opiniões da população de Jaraguá do Sul e região sobre isolamento social e futuro da pandemia.

54,3% dos 747 respondentes da pesquisa listaram preocupações com as finanças como um de seus maiores dilemas no isolamento, com 22,5% listando com a única fonte expressiva de preocupação.

O emocional, por sua vez, está presente nas preocupações de 55,6% dos jaraguaenses, segundo a pesquisa.

 

 

As preocupações financeiras não são sem motivo, segundo as respostas: 62,1% dos 747 respondentes disseram ter tido sua fonte de renda ou o seu emprego prejudicado pelo isolamento que já vigora no estado desde março.

Esse percentual sobe para 67,2% entre a população com renda familiar entre R$ 1 mil e R$ 3 mil, e para 76,4% para quem tem renda abaixo dos R$ 1 mil.

Na faixa dos R$ 3 mil até os R$ 5 mil mensais, o percentual afetado negativamente na renda pela pandemia segue elevado: 53,3% relatam ter perdido renda.

Entre as faixas mais abastadas, ainda há uma grande perda de renda: 61,9% dos que informaram ter renda mensal média entre R$ 5 mil e R$ 10 mil relataram ter tido o emprego ou a renda prejudicada pelo isolamento.

O percentual cai para 56,1%, ainda acima da metade do grupo, entre aqueles que tem renda familiar acima dos R$ 10 mil.

Diferenças por gênero e idade

Por gênero, 60,4% dos homens e 63,3% das mulheres tiveram a renda prejudicada pelo período de isolamento.

Já no recorte etário, a perda de renda atingiu 59,1% dos jovens entre os 15 e os 25 anos, percentual que sobe para 61,7% entre a faixa dos 26 aos 35 e para 67,3% dos 36 aos 55.

 

 

O percentual cai para 55,5% entre a população acima dos 56 anos. Mais da metade dos respondentes - 53,1% - não havia saído de casa para trabalhar nas duas semanas anteriores à pesquisa que foi realizada entre 20 e 28 de abril.

As respostas não diferenciavam entre quem estava trabalhando em home office e quem ficou sem trabalhar no período.

A pesquisa não tem caráter científico, sendo apenas um panorama das opiniões sobre a pandemia do novo coronavírus.

Acompanhe a seguir os principais dados levantados pela pesquisa

Foto Studio OCP

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Mais notícias você encontra na área especial sobre o tema:

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul