As ações da WEG dispararam mais de 10% nesta quarta-feira (22), após a divulgação dos resultados financeiros da empresa, durante a manhã.

Os papéis da empresa fecharam a terça-feira (21) a R$ 59,88, abrindo a quarta-feira já em alta, a R$ 62,70, antes de entrar em uma subida vertiginosa com a declaração dos resultados.

Por volta das 13h30, estavam cotados a R$ 66,80, alta de 11,56%, com pico de R$ 67,07.

Com a alta, a empresa registrou um valor de mercado de R$ 140 bilhões.

 

 

A WEG registrou no segundo trimestre do ano um lucro líquido de R$ 514,4 milhões, uma alta de 32% em relação ao mesmo período do ano anterior, apesar da crise econômica do país.

Segundo a empresa, o resultado veio como resultado da resiliência nos negócios de ciclo longo e o câmbio vantajoso para exportações - com dólar passando da marca dos R$ 5 - o que atenuaram os efeitos da pandemia de Covid-19 nos resultados da companhia.

No entanto, a empresa frisa que não é possível afirmar que a crise foi superada; ainda há incertezas em relação à recuperação econômica dos países onde atua e possível segunda onda global de contágio pelo coronavírus podem impactar seus negócios nos próximos meses.

A empresa tem feito investimentos em inovação e em indústria 4.0, com várias aquisições no setor nos últimos meses, além de participar de vários projetos de eletrificação de veículos - incluindo um voltado a área aeronáutica.

 

 

Em meio a pandemia, a WEG também mudou seu foco para dar início a produção de respiradores artificiais e firmou um contrato para o fornecimento de um total de 500 ventiladores pulmonares, comprados pelo governo de Santa Catarina para o enfrentamento à Covid-19.

A unidade química também foi reestruturada para a fabricação de álcool em gel e álcool 70% para desinfecção de ambientes.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul